Perto de estreia como titular na F1, Vandoorne conhece novo carro da McLaren por maquete e avalia: “Parece agressivo”

A preparação para a primeira temporada como titular na F1 está em curso para Stoffel Vandoorne, mas o belga ainda não pôde conhecer de perto o novo carro da McLaren. A equipe tenta aperfeiçoar a novo modelo com a regulação técnica agora em curso, e, por isso, Vandoorne só conhece o carro que irá guiar por meio de uma maquete

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Stoffel Vandoorne está cada vez mais perto de fazer sua estreia como titular. E estrear em 2017, com as novas regras técnicas adotadas pela F1, tornam o noviciado ainda mais nebuloso. Enquanto o belga campeão da GP2 em 2015 se prepara, ainda não conseguiu entrar num dos novos carros – eles ainda não estão prontos. Do que viu numa maquete, porém, achou "agressivo".

 
As equipes estão correndo para conseguirem aprontarem os novos carros para 2017 com todas as novas especificações, entre asas maiores, pneus mais largos e mais downforce. Vandoorne tenta acompanhar na medida do possível e está gostando do que vê.
 

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
"Eu vi numa tela de computador – só um modelo 3D. É bem diferente do que os carros parecem agora. Parece bem legal, futurista – especialmente por conta dos pneus mais largos e da asa traseira maior. Quando você olha para o modelo da traseiro, tem a impressão de que é um carro muito agressivo. Eles [os carros] vão ficar legais", disse.

 
"Creio que os carros do ano que vem são mais desafiadores de guiar, porque a aerodinâmica e os novos pneus devem torná-los uns 2s mais rápidos que os atuais. Serão fisicamente mais complicados, então vou trabalhar com meu preparador físico: vamos fazer alguns treinamentos de campo no inverno para estar preparado ao primeiro teste", seguiu.
Stoffel Vandoorne está se preparando (Foto: Getty Images)
A preparação física de Vandoorne para 2017 terá como foco a preparação do pescoço, que voltará a ser mais exigido por conta do violento aumento de downforce. 
 
"Ainda é um pouco difícil saber exatamente o que vai acontecer – não sabemos o quão duros serão esses carros -, mas acho que isso é bom. Quando as coisas dificultam, a pilotagem faz mais diferença. Então vamos ver", analisou.
 
"O maior desafio será treinar o pescoço – é o músculo mais difícil de treinar. É difícil simular a força G. E, não importa o quanto você treina durante o inverno, ao final do primeiro dia dentro do carro depois das férias de Natal, você sempre terminar se sentindo quebrado", encerrou.
 
A pré-temporada da F1 começa na Espanha em 27 de fevereiro.
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube