Potência e estratégia: Verstappen explica como venceu no Brasil

Max Verstappen aplaudiu a estratégia da Red Bull, que possibilitou superar Lewis Hamilton até com facilidade nas voltas finais. Só que a vitória não seria possível ser um motor Honda forte e altas velocidades na reta principal

Max Verstappen alcançou a terceira vitória na temporada 2019 da Fórmula 1, triunfando no agitado GP do Brasil deste domingo (17). O piloto holandês deu xeque-mate em Lewis Hamilton nas voltas finais, fazendo valer a decisão de ir aos boxes no safety-car causado por Valtteri Bottas, com 17 voltas para o fim. Só que o sucesso ainda não seria possível sem um outro aliado – a cada vez melhor velocidade de reta da Red Bull.
 
Verstappen passou Hamilton duas vezes. A primeira foi após a rodada inicial de pit-stops, em que Robert Kubica atrapalhou o holandês, ajudando o britânico a liderar a prova. Max não teve dificuldades para recuperar a primeira posição, dando prévia daquilo que faria nas voltas finais.
 
“Eu estava atrás [do Hamilton], então fiquei acelerando na volta de saída dos boxes para tentar ficar perto dele”, disse Verstappen, falando ao GRANDE PRÊMIO. “Sabia que era minha única chance. Nós sabíamos que tínhamos ótima velocidade de reta ao longo do fim de semana. Fiquei muito feliz de ultrapassar”, seguiu.
Max Verstappen saiu vencedor em Interlagos (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

“A estratégia ajudou muito, então precisávamos estar na melhor forma possível com os pit-stops. Eu consegui controlar a corrida por conta dos pneus que eu tinha. É inacreditável. Foi muito divertido lá na pista”, encerrou.

 
Verstappen vence pela primeira vez na segunda metade da temporada – os outros dois triunfos vieram ainda em julho, nos GPs da Áustria e da Alemanha. A Red Bull já não tem mais como cumprir com o objetivo inicial de vencer cinco provas no ano, mas volta a dar sinais de competitividade após uma sequência de provas abaixo das expectativas.

O GRANDE PRÊMIO cobre in loco o GP do Brasil com os jornalistas Evelyn Guimarães, Felipe Noronha, Fernando Silva, Flavio Gomes, Gabriel Carvalho, Gabriel Curty e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe todo o noticiário aqui e tudo dos bastidores e das atividades em pista AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube