Preocupado com equilíbrio do carro, Hamilton pede evolução para “ficar confortável”

Apesar de ver evolução da Mercedes na sexta-feira (4), deixou claro que ainda não está satisfeito com o bólido

O dia inicial de atividades de pista em Monza, esta sexta-feira (4) terminou como a maioria dos dias da Fórmula 1 nos últimos sete anos: com a Mercedes na frente. Lewis Hamilton foi o mais rápido do dia, logo à frente do companheiro Valtteri Bottas, mas ainda não está totalmente contente com o carro. Quer se sentir mais confortável no sábado.

Hamilton não reclamou do carro e disse até que melhorou durante o dia, mas afirmou que o equilíbrio ainda não é o ideal pensando sobretudo na corrida do domingo.

“Não sei exatamente o que pareceu de fora. A sensação é que melhoramos em algumas coisas para fechar o primeiro e o segundo lugar. Há menos downforce aqui, então o carro escorrega mesmo, mas progredimos”, disse.

“Acho que ainda precisamos dar mais alguns passos para que eu fique bem confortável no carro. Objetivo principal agora é acertar o equilíbrio para a corrida”, seguiu.

A Fórmula 1 volta a acelerar em Monza na manhã deste sábado, a partir de 7h (de Brasília), enquanto o treino classificatório que vai definir o grid de largada está marcado para 10h. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo sobre o GP da Itália AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube