Räikkönen se mostra feliz por voltar ao pódio em Cingapura. Mas revela decepção e diz que esperava algo a mais

Embora tenha ficado feliz por terminar no pódio sua segunda corrida na temporada, Kimi Räikkönen disse que o desfecho do GP de Cingapura não foi completamente como o esperado, até levando em conta o bom desempenho da Ferrari no começo do fim de semana: “Tenho um misto de sentimentos”, declarou o finlandês

Kimi Räikkönen não figurava no pódio da F1 desde maio, quando terminou em segundo lugar no GP do Bahrein. Naquela oportunidade, em Sakhir, o finlandês tirou proveito da melhor estratégia de pneus e conseguiu ultrapassar Nico Rosberg — com problemas em sua Mercedes — na última volta para terminar em segundo lugar. No último domingo (20), em Cingapura, Kimi novamente levantou um troféu em 2015 ao terminar em terceiro lugar a corrida em Marina Bay. Mas apesar de ter garantido um pódio importante e ter voltado ao quarto lugar do Mundial de Pilotos, o nórdico deixou claro que esperava muito mais.

“Tenho um misto de sentimentos. Estou feliz por estar em terceiro lugar depois do quão difícil me senti nos últimos dias com alguns problemas que nós tivemos. Mas é decepcionante, já que na sexta-feira nós sabíamos que estávamos muito bem”, comentou Kimi, que lamentou, sobretudo, pela falta de aderência e também por problemas nos freios que comprometeram sua performance na classificação.

Kimi reconheceu que esperava algo a mais do fim de semana do GP de Cingapura (Foto: AP)

“Por alguma razão, já na manhã de sábado, no terceiro treino, tivemos alguma dificuldade com a condução do carro. E, em seguida, durante a classificação não foi exatamente o que nós queríamos, e fiquei um pouco surpreso por estar em terceiro”, explicou o piloto de 36 anos em entrevista coletiva.

“Na corrida, não tive nenhuma chance de fazer nada contra os dois primeiros. Pude acompanha-los no começo, mas então meus pneus se desgastaram enquanto eles seguiram. Não foi tão bom ter esse tipo de dificuldades, mas nós ainda terminamos em terceiro, e quando você tem dias ruins, terminar em terceiro lugar é muito bom”, acrescentou.

Embora tenha ficado insatisfeito com sua performance no sábado, Kimi destacou sua evolução em treinos classificatórios. Depois de garantir o segundo lugar no grid do GP da Itália, o finlandês se mostrou forte novamente em Cingapura, ainda que tenha esperado repetir a primeira fila.

Mas o veterano entende que a melhora em volta lançada o coloca novamente no rumo certo na temporada, que se aproxima do seu final.

“Tivemos algumas outras chances para estar no pódio em outras vezes, mas ou eu cometi um erro ou algo a mais aconteceu. Tem sido um ano de um pouco de altos e baixos, mas espero que nós sigamos evoluindo. Obviamente, as coisas que nós fizemos nos colocaram no rumo certo. Nós só temos de ter um pouco de paciência e trilhar nosso caminho em cima disso”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube