Ricciardo mira “pegar ritmo” em rodada tripla que é “melhor forma de aprender”

Daniel Ricciardo está ansioso pela rodada tripla da Fórmula 1 e sente que será a chave para seu período de adaptação à McLaren

Acidente do líder, erro do campeão e vitória de Pérez: os melhores momentos do GP do Azerbaijão (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Daniel Ricciardo teve um começo de temporada difícil. O australiano deixou a Renault depois de duas temporadas e se transferiu para a McLaren, mas até o momento, tem um desempenho pior que o do companheiro de equipe Lando Norris. Em Baku, teve o que celebrar positivo, marcando pontos ao terminar na nona colocação depois de um GP de Mônaco desastroso. Com uma rodada tripla a seguir, com um GP na França e dois na Áustria, Ricciardo se empolga.

“Estou ansioso, na verdade, para entrar no ritmo, são três corridas consecutivas”, disse ele. “Quando você está tentando aprender qualquer esporte, a melhor maneira de aprender é praticando e praticando e essa é a única coisa da Fórmula 1, não podemos fazer isso todos os dias, não podemos simplesmente sair amanhã e ir e correr algumas voltas, então acho que ter três fins de semana consecutivos e treinar consecutivamente irá acelerar meu progresso.”

Daniel Ricciardo foi aos pontos e terminou o GP do Azerbaijão na nona colocação (Foto:McLaren)

Ricciardo é ainda realista e sabe que uma corrida pode ser simulada de forma quase idêntica às tecnologias atuais, mas aponta uma desvantagem: “Temos o simulador e essas coisas ajudam, mas no simulador os muros não doem. Portanto, nunca é exatamente a mesma coisa”.

Apesar dos resultados um tanto decepcionantes, Ricciardo só falhou em marcar pontos uma vez em 2021. Isso aconteceu em Mônaco, onde o companheiro de equipe Norris conseguiu um de seus dois pódios este ano. Sobre isso, o dono do carro #3 foi direto: é preciso estar bem com o carro.

“Parece tão básico, mas continuar a aprender com o carro. Acho que houve momentos na corrida em que aproveitei um pouco mais, isso é importante. E alguns pontos, numa corrida como a de Baku tudo pode acontecer. Podemos estar no pódio, nos cinco primeiros ou na parede logo na curva 1″.

Fernando Silva falou sobre o pódio de consagração do Azerbaijão (Vídeo: GRANDE PRÊMIO)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar