Rosberg prevê reação de Hamilton na temporada, e Mercedes diz que é cedo para apontá-lo como favorito ao título

Num claro sinal de respeito, Nico Rosberg acredita que Lewis Hamilton vai reagir e virar um competidor real na luta pelo título. O líder da temporada diz que nada mudou em sua abordagem em relação ao último ano, mas quer aproveitar cada segundo de sua fase dourada. Chefe da Mercedes, Toto Wolff entende que é muito cedo para apontar o alemão como favorito

A Mercedes vive dois momentos bem distintos nos seus boxes após o fim do GP do Bahrein, no último domingo (3). Enquanto Nico Rosberg desfruta da melhor fase da sua vida após vencer sua segunda corrida no ano e a quinta consecutiva, Lewis Hamilton amargou um novo revés em 2016 depois de partir novamente na pole no Bahrein, como já aconteceu na Austrália, e terminou só em terceiro lugar.
 
Após duas etapas da temporada 2016, Nico soma 50 pontos, contra 33 de Hamilton. Mas ainda faltam 19 corridas pela frente, de modo que Toto Wolff, diretor da Mercedes, entende ser ainda muito cedo para apontar Rosberg como grande favorito ao título.
 
“Em cada corrida nós temos alguma conversa sobre se queremos ir para um caminho ou outro. Está claro que Nico fez uma grande corrida e ganhou as cinco últimas. Ele lidera agora o campeonato, isso é um fato”, comentou o chefe da equipe alemã.
Hamilton vai reagir na temporada, prevê Rosberg. A Mercedes é cautelosa em apontar o alemão como favorito (Foto: Getty Images)
“Mas Lewis foi pole e teve um incidente com Valtteri [Bottas]. É muito cedo para que os primeiros dias apontem todos para um lado”, afirmou o dirigente austríaco logo após o fim do GP do Bahrein.
 
Rosberg pregou respeito absoluto a Hamilton e deixou claro que espera por uma reação do tricampeão do mundo. “Não me alegro pelos problemas. Estou muito focado em fazer meu trabalho e conseguir a largada perfeita, como fiz em Sakhir, e batê-lo neste sentido. Lewis vai se recuperar, sei disso porque ele foi muito forte nos últimos dois anos.”
 
Nico também garante que nada mudou em sua postura e pilotagem em relação ao ano passado, quando acabou vendo Hamilton ser campeão nos Estados Unidos, com três corridas de antecipação.
 
“Não mudei minha abordagem de forma alguma. Estive ligado o tempo todo no ano passado e não deu tão certo como eu queria, mas agora, nas duas primeiras corridas, as coisas correram melhor. Não penso em toda a temporada. Foco em corrida após corrida e aproveito o momento. Quero aproveitar ao máximo deste momento e vencer mais corridas”, disse o líder de 2016.
 
Por fim, Rosberg creditou o bom momento à Mercedes e afirma que ainda há mais por vir, já se mostrando ansioso para a terceira etapa da temporada, daqui a duas semanas. “Tenho o privilégio de guiar este carro. Vou à China e sei que vou lutar pela vitória, e essa é uma ótima sensação. É incrível comemorar com a equipe, mas tudo acaba aqui. Simplesmente estou vivendo melhor cada momento”, finalizou.
VEJA O PADDOCK GP #22, COM PRÉVIAS DA F1, MOTOGP, INDY E F-E

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube