F1

Sainz revela problema no câmbio e minimiza batida com Verstappen: “Acho que não pontuaríamos”

Carlos Sainz batalhava pelo quinto lugar com Max Verstappen até um acidente entre ambos, mas o espanhol da McLaren minimizou a situação e afirmou que um problema no câmbio o impediria de alcançar voos mais altos no GP do Bahrein

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
Carlos Sainz teve um início promissor no GP do Bahrein deste domingo (31), mas acabou abandonando. O espanhol da McLaren largou em sétimo, pulou para a sexta posição e andava no mesmo ritmo dos ponteiros até se tocar com Max Verstappen e precisar trocar a asa dianteira. Ele passou a correr no fundo do grid e levou o carro pra garagem antes do fim, mas o próprio Sainz afirmou que não seria o dia dele apesar do acidente.

Em entrevista após a corrida, o piloto da McLaren minimizou o bom início de prova que teve e revelou um problema na caixa de câmbio que o atrapalhou durante a corrida e impediu de montar uma recuperação. Foi o segundo abandono de Sainz em duas corridas no ano.
Carlos Sainz (Foto: McLaren)
"Eu estou tentando ver o lado positivo. Fiz uma boa largada, uma boa primeira volta, os carros da frente não estavam abrindo vantagem e pude ficar no top-6 sem problemas. Depois, acho que não terminaríamos nos pontos porque minha caixa de câmbio falhou durante a corrida inteira", declarou.

Apesar de mostrar irritação com o acidente causado na disputa com Verstappen, Sainz fez pouco caso e afirmou que o trauma seria maior caso tivesse ultrapassado o holandês, já que teria perdido mais ainda com o problema no câmbio.
 
"Tínhamos um problema no câmbio que estava me fazendo perder um segundo por volta. Se eu tivesse passado o Verstappen e tivesse o problema no câmbio, seria mais dramático ainda", completou.

O campeonato volta em duas semanas, fim de semana de 14 abril com o GP da China - milésima corrida da história da F1.