Vettel ressalta que ativismo ambiental é genuíno e avisa: “Não faço isso para aparecer”

Sebastian Vettel afirmou que o seu trabalho em prol do meio ambiente não é um ‘show’ e destacou que o ativismo é uma consequência natural de suas crenças num mundo mais sustentável

Orlando Bloom acelerou no Circuito das Américas (Vídeo: MotoGP)

Não é de hoje que Sebastian Vettel se mostra preocupado com as questões ambientais. Como um verdadeiro ativista, o tetracampeão mundial de Fórmula 1 não se furta a se posicionar diante de temas fundamentais para a sociedade, como o meio ambiente sustentável, a preservação das florestas e o uso de combustíveis oriundos de energias renováveis. Mas Seb deixou claro que não se trata de um ativismo para os outros verem, mas sim uma atitude real e genuína.

Em entrevista veiculada pela revista britânica Autosport no fim de semana de GP da Rússia, o piloto alemão afirmou: “Não faço essas coisas apenas para que as pessoas vejam”.

Só neste ano, Vettel já foi visto retirando o lixo das arquibancadas de Silverstone depois do GP da Inglaterra e, depois, participou de um projeto, juntamente com crianças locais, de construção de um hotel para abelhas e insetos, próximos ao Red Bull Ring, na Áustria.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

SEBASTIAN VETTEL; GP DA INGLATERRA; LIXO; SILVERSTONE;
Sebastian Vettel deixou claro que luta por um mundo mais sustentável é real e verdadeira (Foto: Aston Martin)

Além disso, o piloto da Aston Martin concluiu um estágio em bioagricultura para aprender a como cultivar produtos orgânicos.

“Não faço isso para aparecer. O que eu quero é garantir que tudo o que eu fizer faça sentido e realmente ajude o lugar onde estamos. Por isso, devo falar sobre a inciativa para as abelhas. É ótimo que as pessoas se interessem por isso e, consequentemente, se inspirem a fazer algo semelhante ou a questionar as suas atitudes e o seu comportamento”, comentou o piloto de 34 anos.

Para que as suas ações não sejam vazias, Vettel afirma que a prioridade é sempre fazer com que tudo seja algo que faça sentido. “É ótimo falar sobre o que precisamos fazer, mas eu acredito que você precisa dar o exemplo, praticar aquilo que prega”, complementou o tetracampeão.

Terceiro piloto com mais vitórias na história da Fórmula 1, atrás de Lewis Hamilton e Michael Schumacher, Vettel estende o seu ativismo para além das causas ambientais. No ano passado, foi um dos grandes apoiadores do movimento antirracista na competição, encabeçado e liderado por Hamilton

Na Hungria, este ano, Vettel usou uma camiseta com as cores do arco-íris e a inscrição ‘Same Love’ [‘Amor Igual’, em tradução livre], em solidariedade à comunidade LGBTQIA+.

O gesto também foi um protesto contra a nova lei do país, liderado pelo político de extrema-direita, Viktor Orbán, que proíbe a menção à homossexualidade nas escolas e impede a distribuição de conteúdos audiovisuais relativos a essa orientação sexual e que possam ser acessados por menores de 18 anos.

Mattia Binotto, chefe de equipe da Ferrari, que esteve ao lado de Vettel por duas temporadas, acredita que a idade trouxe mais sensibilidade e consciência para o veterano.

“Acho que, nas últimas temporadas, ele se tornou mais sensível a essas questões. Ele estava sempre comentando sobre estas questões, então nós já sabíamos disso. É ótimo ver que a idade, normalmente, te deixa mais sensível a esses tópicos. Ele está se dedicando e dando bastante atenção a isso. Não é uma surpresa, mas é ótimo de se ver”, finalizou o dirigente italiano.

* colaborou Samuel Novaes

SAINZ AMEAÇA TRONO DE LECLERC NA FERRARI PELO DESEMPENHO NA FÓRMULA 1 2021?

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar