Segunda onda da Covid-19 faz Ímola fechar portões ao público no GP da Emília-Romanha

O GP da Emília-Romanha marca a volta de Ímola à Fórmula 1 após 14 longos anos. Mas o público não vai poder ver de perto por conta da segunda onda de Covid-19 e de um decreto do primeiro-ministro italiano. Agora, a organização busca métodos para devolver o dinheiro dos fãs que já compraram ingressos

O GP da Emília-Romanha, em Ímola, será disputado com portões fechados. Apesar de a organização ter planejado a venda de até 13 mil ingressos para a etapa da Fórmula 1, mas a segunda onda da Covid-19 na Europa interrompeu os planos.

Após dias de negociações, as autoridades locais decidiram seguir o decreto do primeiro-ministro Giuseppe Conte do dia 24 de outubro. A decisão impõe medidas mais restritivas para tentar conter o avança da pandemia do coronavírus na Itália, após o país registrar recordes de casos diários nas últimas semanas.

No documento, foram suspensos “eventos esportivos e competições de todas as ordens e disciplinas, realizados em qualquer lugar, tanto público quanto privados”.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

Público compareceu em número reduzido no GP de Portugal e em outras corridas em 2020 (Foto: Beto Issa)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Em comunicado divulgado, a organização da etapa de Fórmula 1 afirma que “o evento providenciaria um rígido controle sanitário para checagem dos espectadores, além de rotas de entrada e saída e medidas de distanciamento social anteriormente estabelecidas pelo governo italiano para conter a Covid-19”.

O município de Ímola declarou, também na nota divulgada, que “tentou sugerir novas medidas sanitárias”, inclusive diminuir a capacidade inicial de público pela metade no Autódromo Enzo e Dino Ferrari, mas não houve liberação de autoridades locais. Por isso, o GP da Emília-Romanha não vai ter público nas arquibancadas e no paddock.

Agora, a organização do evento diz que estuda a melhor maneira de ressarcir os espectadores que já tinham comprado ingressos para a corrida. Neste fim de semana, de apenas dois dias, a Fórmula 1 retorna a Ímola após 14 anos de ausência. O público, no entanto, vai demorar mais tempo para ver os carros de perto no tradicional circuito italiano.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube