Pérez erra ao tomar risco desnecessário e precisa de mais controle sob pressão

Mesmo que punição de Lando Norris tenha sido injusta, Sergio Pérez se colocou em posição de risco alto sem necessidade no GP da Áustria. Mexicano precisa ter mais calma

Verstappen aplica novo domínio e vence: os melhores momentos do GP da Áustria (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

O GP da Áustria foi bastante conturbado em função de inúmeras punições aplicadas, porém, é importante focar em um único caso isolado no qual houve uma punição: o incidente entre Lando Norris e Sergio Pérez na quarta volta da corrida.

Na minha opinião, foi um grande erro aplicar aquela sanção, mas, além disso, vejo Pérez se colocar na posição em que esteve como um grande erro também. Toda ultrapassagem por fora é arriscada, e o mexicano tomou um risco ainda maior tentando passar Norris por fora numa curva sem área de escape de asfalto.

O ideal era Pérez ter esperado uma futura oportunidade para ultrapassar o inglês da McLaren, talvez com mais facilidade e menos risco. E creio que Sergio arriscou por um misto dos dois fatores a seguir:

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Sergio Pérez teve um domingo agitado e terminou o GP da Áustria na sexta colocação (Foto: Red Bull Content Pool)
  1. Antes de 2021, Pérez nunca esteve num carro capaz por brigar por pódios em todas as corridas. Portanto, para conseguir tantos pódios e bons resultados no passado, Pérez precisava se arriscar mais. E essa mentalidade continua ativa nas suas atitudes.
  2. Pérez, ainda sem contrato para 2022, está sob constante pressão já que seu companheiro de equipe é Max Verstappen.

O primeiro fator pode facilmente ser corrigido com um pouco mais de paciência por parte de ‘Checo’. Com o carro mais veloz do grid não é necessário se colocar em risco tanto assim. Ainda mais sendo um piloto que conserva tão bem pneus e que, portanto, tem um excelente ritmo de corrida.

O segundo fator pode ser controlado entendendo que ninguém tem a expectativa de que Pérez seja mais rápido e esteja constantemente à frente de Verstappen. Se o mexicano se classificar com consistência no top-5 e em corridas terminar consistentemente no top-3, estará desempenhando em alto nível.

Por mais que Pérez não tenha sido culpado por não ter sobrado espaço na curva que dividiu com Norris, ele é responsável por ter se colocado numa situação arriscada que no fim das contas custou a segunda colocação na prova. Definitivamente deve evitar repetir o erro de se arriscar à toa no futuro.

LEIA TAMBÉM
+Carlos Reutemann, 1942-2021
+Hamilton revela que brigda com Verstappen ‘revigorou amor’ pela F1
+Renovação até 2023 ‘foi muito mais fácil’ que de 2021, fala Hamilton

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar