Spa-Francorchamps amanhece nublado, mas com chance baixa de chuva na F1

Os treinos livres da Fórmula 1 terão céu nublado, umidade alta, mas uso muito provável de pneus slicks. Spa-Francorchamps tem risco máximo de 15% de chuva no primeiro dia de carros na pista

A icônica pista de Spa-Francorchamps provavelmente vai ficar com asfalto seco nesta sexta-feira (28). O primeiro dia de atividades de pista do GP da Bélgica de Fórmula 1, apesar de ter céu acinzentado, traz chances pequenas de chuva.

De acordo com o Weather Channel, o risco de chuva varia entre 5% e 15% no período entre o primeiro e o segundo treino livre em Spa. É só de noite que esses números aumentam, mas não muito, e alcançam 25%.

Dessa forma, é possível que os dois treinos livres do dia sejam pouco representativos para equipes e pilotos. A previsão indica risco um pouco maior de chuva no sábado e bem maior no domingo. Dessa forma, ter um carro bem acertado para pista seca talvez não adiante muito.

Spa-Francorchamps está com pista seca (Foto: Reprodução/Twitter)

Mesmo sem chuva na sexta-feira, o clima tem tudo para seguir relativamente frio e úmido o dia inteiro. Os termômetros, por exemplo, não vão marcar mais do que 18°C. Já a umidade relativa do ar começou alta, na casa dos 80%, e mesmo caindo um pouco com o passar das horas, não fica abaixo dos 60%. Faz sentido para um circuito localizado no meio de uma floresta, a das Ardenas.

A F1 parte para a Bélgica para realizar a sexta corrida do ano e, principalmente tentar acabar com uma longa série de GPs em Spa com pista seca. Outrora recorrentes, as intempéries viraram raridade e já não dão as caras em um domingo de corrida desde 2010.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube