Vettel compra ‘carro de outro planeta’ que levou Mansell ao título da F1 em 1992

Às voltas com os pesadelos que a Ferrari SF1000 proporciona desde o começo da temporada, Sebastian Vettel adquiriu o bólido que foi o sonho de quase todo piloto da Fórmula 1 no início dos anos 1990: o Williams FW14B

Há quase 30 anos, a Williams assombrou o mundo do esporte com o FW14B. Na temporada de 1992, Nigel Mansell marcou 14 poles e venceu 9 das 16 corridas do campeonato e conquistou seu único título na categoria com cinco corridas de antecipação. O modelo projetado por Adrian Newey, considerado até hoje uma joia da aerodinâmica, se destacava pela eletrônica embarcada, câmbio semiautomático, controle de tração e pela suspensão ativa. Na pista, o bólido foi um dos mais dominantes da história, a ponto de muitos, inclusive o narrador Galvão Bueno, apelidá-lo como o ‘carro de outro planeta’. E um desses carros tem novo dono: ninguém menos que Sebastian Vettel.

De acordo com o jornal alemão Bild, Vettel, que hoje atravessa um verdadeiro calvário com a Ferrari SF1000, comprou o carro por valor não revelado. Entretanto, a publicação informa que, no ano passado, um dos seis Williams FW14B existentes foi vendido pela casa de leilão britânica Bonhams por cerca de € 3 milhões (ou R$ 19,2 milhões).

Nigel Mansell levou o título mundial de 1992 com o lendário FW14B, o ‘carro de outro planeta’ (Foto: Williams)

O FW14B estampa o famoso 5 vermelho eternizado por Nigel Mansell. O número também é usado por Vettel no ano do seu primeiro título, em 2010, e desde que passou a correr com a Ferrari, a partir de 2015. A Williams também tem é especial para Sebastian, já que seu primeiro teste na Fórmula 1 foi com um carro da escuderia britânica, em setembro de 2005, como prêmio pela conquista do título da Fórmula BMW. O modelo guiado pelo alemão foi o FW27.

“O 5 Vermelho sempre foi muito interessante para mim. O carro é absolutamente icônico e, assim como eu, usa esse número 5”, disse o tetracampeão, que agora tem o FW14B como mais um veículo da sua vasta coleção que compreende carros clássicos e também motocicletas.

Neste fim de semana, Vettel volta à dura realidade com a Ferrari e vai pilotar a SF1000 em Monza para a disputa do GP da Itália. A corrida que marca a oitava etapa da temporada 2020 da Fórmula 1 vai ser a última de Sebastian como piloto da Ferrari no chamado ‘templo do automobilismo’, mas, desta vez, o alemão de 33 anos vai correr sem a presença do público. O que, para o próprio piloto, é visto como algo “um pouco melhor” para não sofrer tanto com a despedida.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube