Vettel diz que “há mais por vir” da Ferrari, mas destaca proximidade entre ponteiros na Austrália: “É uma boa notícia”

No primeiro dia de treinos livres do GP da Austrália, Sebastian Vettel terminou com o quinto melhor tempo. O alemão registrou sua melhor marca com os pneus macios, enquanto o top-3, liderado por Lewis Hamilton, marcou as voltas mais rápidas com os ultramacios. No fim das contas, a diferença de Hamilton para Vettel foi de 0s520. O que mostra que o pelotão da frente está bem apertado

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

À primeira vista, a Ferrari começa a temporada 2018 da F1 atrás da Mercedes e também da Red Bull. Ao menos foi o que mostrou a sexta-feira (23) de treinos livres do GP da Austrália, em Melbourne. Mas é inegável que, ainda que a Mercedes de Lewis Hamilton esteja à frente, as rivais do pelotão da frente estão bem próximas. Max Verstappen foi o segundo colocado e ficou a apenas 0s127 da marca do tetracampeão. E Sebastian Vettel, por sua vez, fechou o top-5, com 0s520 de desvantagem para o rival da Mercedes. Com a diferença que a melhor marca do piloto da Ferrari foi estabelecida com pneus macios, enquanto a dos três primeiros — Hamilton, Verstappen e Valtteri Bottas — foi registrada com os ultramacios.

 
Assim, Vettel se mostrou despreocupado por se ver atrás das rivais neste primeiro dia de treinos no circuito de Albert Park e avisou: ainda há mais performance para tirar da nova SF71H ao longo do fim de semana.
 
“Certamente acho que nós temos um pouquinho [de ritmo] nas mãos. Não fiquei feliz com a volta que tive e com o ritmo e o equilíbrio, então ainda há mais por vir. Provavelmente é a mesma coisa para todo mundo, mas espero poder dar um passo maior que os outros”, salientou o tetracampeão.
Sebastian Vettel entende que há mais performance para tirar da Ferrari no fim de semana (Foto: Ferrari)
“Se estamos próximos, então isso é bom, significa que você pode fazer alguma coisa, então espero que fique bem próximos. Vamos descobrir amanhã. Não estou muito preocupado porque sei que se fizer tudo certo, então nós deveremos estar em melhor forma, mas parece que está bem apertado, o que é uma boa notícia”, destacou Seb.
 
Questionado sobre o potencial da Ferrari para brigar pela pole-position neste sábado, Vettel evitou fazer previsões. “Acho que é muito difícil saber no começo da temporada. Normalmente, depois de algumas corridas, você sabe o quanto todo mundo está melhorando, você sabe onde você está nas sextas-feiras e o que tem a dizer sobre a pole. Mas neste ano tudo é novo, então nós temos de esperar”.
 
Vettel fez ponderações sobre o bom desempenho de duas equipes em particular do segundo pelotão: a Haas, que foi a ‘melhor do resto’ com Romain Grosjean, e a McLaren, que encaixou Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne no top-10.
 
“A Haas deixou Barcelona com uma ótima impressão. Ao menos hoje, em uma volta rápida, eles pareceram bem razoáveis, não vi muito mais que isso. Acho que nós vamos ter de esperar para confirmar”, disse o ferrarista.
Sebastian Vettel fica feliz por estar próximo dos ponteiros (Foto: Ferrari)
“Melbourne é uma pista complicada. Se você não se sente 100%, então falta um pouco de tempo naquilo que, de repente, vem se você se sente mais confiante. Portanto, não descartaria [a Haas] e também a McLaren. Eles não conseguiram fazer muito nos testes, então é difícil julgar onde eles estão. Se estão perto, isso é bom para todo mundo”, apontou.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Para Kimi Räikkönen, do outro lado da garagem, o dia foi mais de dúvidas do que de certezas. O finlandês teve dificuldades para encontrar o melhor acerto do carro, algo tido como normal no começo de uma temporada.

“Tudo pareceu um pouco diferente na comparação com os testes, mas isso é normal quando se vem para um lugar diferente", comentou Räikkönen. "A pista em si está bem melhor do que ano passado em termos de aderência. O asfalto está cheio de folhas de árvores, mas isso não afeta a pilotagem. Não é fácil achar um bom acerto, mas o começo do dia não foi tão ruim. Tentamos coisas para melhorar aqui e ali, mas ainda estamos pensando em qual é o melhor caminho para seguir. É uma história normal, ainda mais no começo do ano", encerrou.
 

”RECOMEÇA A BRIGA”

MERCEDES COMEÇA TEMPORADA AINDA À FRENTE DA FERRARI

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube