Drugovich comemora pódio após “corrida caótica” da Fórmula 2 em Baku

Felipe Drugovich evitou toques na pista e aproveitou erros de rivais para terminar prova principal da Fórmula 2 no Azerbaijão em terceiro. Enzo Fittipaldi conquistou dez posições e terminou em sexto

DRUGOVICH BRILHA NA F2 E COMEÇA A SURGIR COMO ASSUNTO DA FÓRMULA 1

Felipe Drugovich teve mais um final de semana sólido, pontuando nas duas provas da Fórmula 2 no Azerbaijão e conquistando um pódio na corrida principal no último domingo (12). Largando em quinto, o piloto da MP Motorsports evitou contatos na pista com outros carros e aproveitou erros dos rivais para terminar em uma ótima terceira colocação.

“Foi um final de semana muito bom. A corrida de hoje foi caótica e acho que consegui maximizar o resultado, tentando ser o mais cauteloso possível em uma pista que visivelmente não é muita segura. Deu certo e no final das contas acabamos com um pódio, conquistando ótimos pontos para o campeonato. Estou muito feliz com os resultados e com o final de semana”, celebrou Drugovich após a prova.

Relacionadas


▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Drugovich aumentou a vantagem na liderança da Fórmula 2 (Foto: Diederik van der Laan / Dutch Photo Agency

LEIA TAMBÉM
+ ESPECIAL: Kiko Porto rumo à conquista da América

Com um quinto lugar na corrida sprint no sábado, Felipe conquistou 19 pontos neste final de semana em Baku, e aumentou sua vantagem na liderança do campeonato, com 132 tentos contra 83 do francês Théo Pourchaire. Quem também somou bons pontos foi Enzo Fittipaldi, que terminou a prova principal no domingo na sexta posição.

“Foi um ótimo resultado. Nós largamos da 16ª colocação e ultrapassamos dez carros. Nós não conseguimos o melhor acerto durante o final de semana, mas conseguimos maximizar nosso desempenho na corrida principal para fazer pontos muito importantes no campeonato”, contou Fittipaldi.

O resultado manteve Enzo na oitava posição entre os pilotos, com 50 pontos obtidos. O piloto da Charouz vive sua melhor fase na categoria, tendo pontuado em seis das últimas sete corridas. A Fórmula 2 retorna agora nos dias 2 e 3 de julho para a etapa da Grã-Bretanha, no circuito de Silverstone.

Brasileiros nas 24 Horas de Le Mans: Derani celebra quarto lugar com a Glickenhaus

FÓRMULA 1 2022: VERSTAPPEN VENCE GP DO AZERBAIJÃO DE F1, FERRARI ABANDONA E ZERA | Briefing

A 90ª edição das 24 Horas de Le Mans terminou com mais uma vitória da Toyota e com apenas um brasileiro no pódio, com Daniel Serra fechando em segundo com o trio da Ferrari #51 da AF Corse na classe GTE-Pro. Nos hipercarros, Pipo Derani foi o brasileiro mais bem colocado, terminando em quarto com o carro #708 da Glickenhaus, mesmo após uma rodada do francês Olivier Pla. Um resultado que foi comemorado após a equipe terminar no pódio com o outro carro, o #709 de Ryan Briscoe/Richard Westbrook/Franck Mailleux.

“Estou feliz e orgulhoso de que a Glickenhaus Racing tenha terminado com seus dois carros nestas posições tão fortes novamente. Mostramos um ritmo realmente forte a semana toda e devemos estar felizes com o que conquistamos, considerando que conseguimos dividir um pódio no geral com a Toyota”, afirmou Derani.

“É uma grande realização para uma equipe e fabricante pequena. Do nosso lado, enfrentamos algumas pequenas dificuldades com o carro #708, mas isso diz muito sobre a importância deste quarto lugar novamente. Estamos felizes com a recuperação e o resultado. Então, agradeço a toda a equipe por seu esforço incrível nos últimos meses”, agradeceu o brasileiro.

Pipo Derani terminou na quarta colocação geral nas 24 Horas de Le Mans (Foto: Divulgação)

Quem não teve um resultado para se comemorar foi André Negrão. Ao lado dos franceses Nicolas Lapierre e Matthieu Vaxivière na Alpine #36, o trio esperava poder brigar pela vitória e desbancar a Toyota, mas problemas no câmbio ainda no início das 24 Horas de Le Mans acabaram com as chances da equipe francesa, que terminou em um melancólico 23º lugar geral, 18 voltas atrás do Toyota #8.

“A gente entrou na prova pensando na vitória, mas os problemas no câmbio mudaram tudo. A partir deles nossa meta foi apenas completar a corrida. Nisso tivemos êxito e conseguimos pontuar, o que é importante para a sequência da temporada do WEC. Vamos para a próxima, sempre pensando em batalhar com os Toyota pelo título da temporada”, afirmou Negrão. O resultado foi suficiente para manter a equipe na liderança dos hipercarros no Mundial de Endurance.

Alpine #36 decepcionou nas 24 Horas de Le Mans (Foto: Thomas Fenetre / DPPI)

Na LMP2, Felipe Nasr ajudou o #5 da Penske a terminar em nono no geral e em quinto em sua classe. Fazendo sua estreia nas 24 Horas de Le Mans com a Inter Europol, Pietro Fittipaldi terminou na 14ª colocação, e se disse orgulhoso do esforço da equipe.

“Muito orgulhoso do nosso esforço. Nós trabalhamos muito bem e estávamos no top 7 quando a corrida estava na metade. Então tivemos um problema no motor o que acabou com a nossa corrida. Mesmo assim estou muito orgulhoso do trabalho que fizemos!”, disse Pietro em suas redes sociais.

Sexto brasileiro a disputar a edição de 2022, Felipe Fraga terminou na quinta colocação na classe GTE-Pro com a Ferrari #74 da Riley Motorsports. O Mundial de Endurance retorna no dia 10 de julho para a disputa das 6 Horas de Monza.

CHANCES IGUAIS PARA PÉREZ E VERSTAPPEN NA RED BULL: ISSO ROLA NA F1?
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 2 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.