Vandoorne mostra força da Mercedes e anota pole do eP de Londres 2 da Fórmula E

Stoffel Vandoorne larga da pole-position na corrida 2 da Fórmula E em Londres. O belga derrotou Oliver Rowland por 0s041 em briga apertada. Sérgio Sette Câmara é o melhor brasileiro, em 9°

O duelo entre Max Verstappen e Lewis Hamilton no GP da Inglaterra por uma nova perspectiva (Vídeo: F1)

A Mercedes, que vivia fase terrível na Fórmula E, parece cada vez mais próxima de uma volta por cima. Um dia após o pódio de Nyck de Vries, o domingo (25) começa com Stoffel Vandoorne fazendo grande trabalho no treino classificatório para cravar a pole-position do segundo eP de Londres.

Vandoorne teve como grandes rivais Oliver Rowland e Alex Lynn. Os dois acabaram respectivamente em segundo e terceiro, mas menos de 0s1 atrás. Nyck de Vries acabou em quarto, com Mitch Evans em quinto. Maximilian Günther foi o lanterna da superpole.

Stoffel Vandoorne fez a pole-position na corrida 2 em Londres (Foto: Formula E)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Para os brasileiros, nada de superpole. Os dois chegaram perto, mas perderam por detalhes. Sérgio Sette Câmara foi beneficiado por andar no grupo 4, mas não conseguiu ir além do nono melhor tempo. Lucas Di Grassi, mesmo com uma volta até competitiva, teve de se contentar com o décimo lugar no grid.

A corrida, antepenúltima da temporada 2020/21, tem largada marcada para 11h (de Brasília). Depois, a Fórmula E vai para Berlim nos dias 14 e 15 de agosto para definir seu campeão.

Saiba como foi o treino classificatório em Londres

Grupo 1: Sam Bird, António Félix da Costa, Jake Dennis, Nyck de Vries, Robin Frijns, Edoardo Mortara

Sem chuva, o primeiro grupo teria uma chance maior de garantir boas posições no grid de largada. Só que, como de costume, com os pilotos se atrapalhando em busca de um bom posicionamento na pista para a volta rápida.

As voltas acabaram sendo competitivas, mas não incríveis. De Vries voou nos dois primeiros setores e acabou 0s1 melhor que Frijns, segundo colocado. Em contrapartida, Da Costa errou e, 0s6 pior, era o lanterna.

Grupo 2: René Rast, Nick Cassidy, Jean-Éric Vergne, Lucas Di Grassi, Pascal Wehrlein, Stoffel Vandoorne, René Rast

No segundo grupo, uma surpresa: começava a garoar, ameaçando complicar a vida de todo mundo, mas facilitando a dos pilotos do primeiro grupo.

Todo mundo foi para a pista com pista externa no máximo úmida, e Vandoorne deu de ombros para isso. O belga foi o melhor de todos, derrotando De Vries e formando dobradinha da Mercedes. Wehrlein foi o terceiro mais rápido, com Di Grassi se encaixando em quinto. A grande decepção foi Vergne, que ficou na lanterna com volta cheia de erros.

Oliver Rowland completa a primeira fila (Foto: Fórmula E)

Grupo 3: Mitch Evans, Oliver Rowland, Maximilian Günther, Alex Lynn, André Lotterer, Alexander Sims

A garoa já tinha dado trégua na altura do terceiro grupo. Isso ficou claro rapidamente: o sexteto vinha voando nas parciais. Seria difícil para o pessoal que veio na primeira metade da sessão se segurar no top-6 da tabela de tempos.

O destaque ficou por conta de Lynn, que ensaiava fazer um repeteco do sábado. O piloto da Mahindra assumiu a liderança da tabela de tempos, enquanto Evans se encaixava em segundo. Rowland e Günther também conseguiram ficar em quarto e quinto, respectivamente. Di Grassi ficava, assim, fora da superpole.

Grupo 4: Sébastien Buemi, Norman Nato, Oliver Turvey, Sérgio Sette Câmara, Tom Blomqvist, Joel Eriksson

No quarto grupo, com pilotos e equipes mais lentos da Fórmula E, a expectativa era de tempos menos impressionantes. Ainda assim, havia esperança de ida à superpole.

Essas esperanças acabaram não se confirmando. Nenhum dos seis últimos conseguiu encaixar uma volta realmente boa: Sérgio Sette Câmara foi o melhor de todos, mas apenas em nono. Nem mesmo Sébastien Buemi, que brigou pelo pódio 24 horas atrás, fez mais do que o 11° lugar.

Superpole: Alex Lynn, Mitch Evans, Stoffel Vandoorne, Oliver Rowland, Maximilian Günther, Nyck de Vries

De Vries foi o primeiro a ir para a pista na superpole, e isso com a garoa voltando a dar as caras. Ou seja, o holandês poderia ter a sorte de pegar a pista mais seca do que os demais. A volta de 1min20s353 acabou sendo bem competitiva.

Só que a garoa voltou a parar. Günther ainda foi 0s045 pior que De Vries, só que isso não importava muito: Rowland veio na sequência e foi mais de 0s1 melhor que os dois.

Só que a volta de Vandoorne seria ainda melhor: com 1min20s181, o belga derrotou Rowland também por margem pequena. Não seria problema: Evans e Lynn não fizeram voltas incríveis, garantindo ao piloto da Mercedes a posição de honra.

Fórmula E 2020/21, eP de Londres, corrida 2, grid de largada:

1S VANDOORNEMercedes1:20.181
2O ROWLANDNissan1:20.222+0.041
3A LYNNMahindra1:20.248+0.067
4N DE VRIESMercedes1:20.353+0.172
5M EVANSJaguar1:20.376+0.195
6M GÜNTHERBMW1:20.398+0.217
7P WEHRLEINPorsche1:20.569+0.388
8R FRIJNSVirgin Audi1:20.620+0.439
9S. SETTE CÂMARADragon Penske1:20.641+0.460
10L DI GRASSIAudi1:20.750+0.569
11S BUEMINissan1:20.812+0.631
12R RASTAudi1:20.924+0.743
13N NATOVenturi Mercedes1:20.977+0.796
14T BLOMQVISTNIO1:20.988+0.807
15J ERIKSSONDragon Penske1:21.010+0.829
16A LOTTERERPorsche1:21.038+0.857
17J DENNISBMW1:21.042+0.861
18N CASSIDYVirgin Audi1:21.043+0.862
19A SIMSMahindra1:21.064+0.883
20E MORTARAVenturi Mercedes1:21.080+0.899
21S BIRDJaguar1:21.108+0.927
22A.F. DA COSTADS Techeetah1:21.195+1.014
23J.E. VERGNEDS Techeetah1:21.244+1.063
24O TURVEYNIO1:21.847+1.666

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar