Müller garante título da Porsche Cup 4.0. Elias vence em Interlagos e leva 3.8

Marçal Müller fez corrida tranquila em Interlagos neste domingo para garantir o título da Porsche Cup 4.0 - foi quinto na pista, mas saiu com a taça máxima. Já na 3.8, Enzo Elias venceu tudo que havia disponível

Muitos viram a comemoração de Max Verstappen com a vitória no GP do Brasil deste domingo (17) em Interlagos, mas não foi só o holandês que deixou o autódromo paulistano. Na Porsche Cup, as últimas corridas da temporada coroaram dois campeões.

Na classe 4.0, Marçal Müller garantiu a taça, se tornando o primeiro na história a garantir a conquista nas duas categorias principais da competição. Ele não precisou ir além do quinto lugar para isso.

Já na 3.8, o título ficou com o vencedor do dia: Enzo Elias. Aos 17 anos, ele segurou Felipe Baptista, o segundo, e deixou o adversário na mesma posição na classificação geral – por apenas quatro pontos.

Marçal Müller (Foto: Victor Eleutério)

Na categoria principal, o título de Müller começou a se desenhar quando Eloi Khouri, tocado, rodou, e acabou acertando Marcel Coletta – o detalhe é: este liderava o campeonato no momento. Com o abandono, Müller precisava apenas não abandonar e não ver Miguel Paludo ser segundo.

Numa última tentativa de tomar o título, Paludo partiu para cima, na penúltima volta, de Ricardo Baptista. Não conseguiu, escapou da pista e caiu para quarto. A vitória, então, ficou com o próprio Baptosta, seguido de Werner Neugebauer e Alceu Feldmann.

Müller pôde comemorar graças aos seus 164 pontos, contra 156 tanto de Coletta, como de Paludo. Vitor Baptista e Ricardo Baptista completaram o top-5.

"Fiz uma campanha muito constante, usei a cabeça desde o início do ano. Essa última etapa não teve um resultado expressivo, mas finalizar o campeonato sendo campeão é muito gratificante depois de começar o fim de semana com tantos problemas. Estou muito feliz, vamos com tudo no ano que vem defender o título", celebrou o campeão.

Enzo Elias (Foto: Victor Eleutério)

Já na 3.8, Elias e Baptista assumiram as duas primeiras posições já na segunda volta. A partir daí, ninguém chegou perto da dupla. Desta forma, Elias precisou segurar o rival e, com 10s de vantagem, triunfou na pista mais famosa do país.

"Eu inverti a estratégia que o Felipe adotou ontem. Usamos o trunfo do pneu novo e deu certo. Nossa expectativa era abrir no começo e manter até o final. Deu mais certo do que eu esperava e abri uma vantagem maior do que o que pensamos. Tudo se deve ao trabalho que tivemos e a calma na hora da largada. Consegui fazer 100% do que queríamos e estou bem feliz. Quero agradecer a todos da equipe pelo ótimo trabalho", concluiu Elias.

Ele levou o campeonato com 200 pontos, quatro à frente de Baptista. Completaram o top-5 Matheus Iorio, Fran Lara e Marcelo Tomasoni.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube