Alonso lamenta acidente em Indianápolis: “Que não se repita no dia da corrida”

O espanhol sabe que a batida no TL2 da Indy 500 não foi nada positiva, mas ao menos aconteceu antes da prova oficial

A terceira tentativa de Fernando Alonso nas 500 Milhas de Indianápolis não começou muito bem. Apesar de um ritmo interessante nos dois primeiros treinos livres, o espanhol achou o muro no TL2 desta quinta-feira (13) e danificou bem sua McLaren. Pelo menos, segundo Alonso, foi um erro numa atividade de teste e não na corrida.

O espanhol falou de como cada volta no IMS é importante para entender os limites da pista e, apesar do estrago considerável que fez a McLaren invadir a noite trabalhando, espera poder andar tranquilo na classificação.

“Perdemos aderência no carro e, aqui, os muros são muito próximos. Infelizmente, as coisas são assim, aconteceu de novo. Mas pelo menos foi no treino livre que aconteceu, que não se repita na corrida. Você aprende aqui a cada volta que completa, vamos aprender a partir de mais essa batida, espero que não aconteça nada de pior com o carro para os próximos dias”, disse.

Fernando Alonso bateu no TL2 da Indy 500 (Foto: IndyCar)

A questão para o #66 é recuperar o ritmo e a confiança ao lado da McLaren, mas manteve a cautela ao falar dos tempos que já havia registrado nos treinos livres.

“A semana tem sido mais ou menos boa, espero poder retomar o trabalho normalmente, sem problemas. Vamos nos recuperar da batida e seguir nosso trabalho”, completou.

Apesar da batida, Alonso ainda foi oitavo no TL2. O espanhol começou andando bem forte, tendo registrado a quinta marca no TL1.

Paddockast #74 | A INDY 500 MAIS DECISIVA DOS ÚLTIMOS TEMPOS
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube