Bandeirantes assina acordo com organização da Indy para voltar a realizar etapa no Brasil em 2015

O grupo Bandeirantes anunciou nesta quinta-feira que assinou em Indianápolis um acordo para realizar novamente a corrida em território brasileiro na temporada do ano que vem. Data e local ainda não foram divulgados

O Grupo Bandeirantes anunciou na noite desta quinta-feira (4) a assinatura do contrato com a Indy para realização da corrida em território brasileiro em 2015. Assim, o país volta a receber o campeonato depois do hiato deste ano.

No entanto, nem o local nem a data da prova foram divulgados. Tais informações serão confirmadas "nos próximos dias", segundo a emissora. Até então, o discurso sempre foi de que a etapa brasileira será realizada em 8 de março em Brasília.

O encontro com a organização da categoria aconteceu em Indianápolis e teve a presença de Marcelo Meira, executivo da emissora — e tio do piloto Vitor Meira, que está envolvindo na organização da prova —; os dois representantes e detentores dos direitos de transmissão no Brasil, Willy Hermann e Carlo Gancia; e o presidente da Indy, Mark Miles.

Última etapa da Indy no Brasil aconteceu no Anhembi (Foto: Gustavo Epifanio/Fotoarena)

A firma aconteceu mais de três meses depois da realização das 500 Milhas de Indianápolis, época em que o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, viajou para a capital de Indiana com uma comitiva a fim de fechar o acordo para que o autódromo de Brasília receba a prova. 

Desde então, o governo do DF abriu licitação para reforma do autódromo local, cujo resultado será conhecido no próximo dia 8. O valor das obras, que estão previstas para começarem em novembro, é superior a R$ 7 milhões.

A ideia de fazer uma etapa da Indy em Brasília nasceu com a desistência da TV Bandeirantes em continuar bancando a prova no Anhembi, em São Paulo, por uma questão de custos – eram cerca de R$ 60 milhões por edição. O descumprimento do contrato firmado com a prefeitura local e com a própria organização da categoria foi parar na justiça de Indiana, onde foi aberto um processo contra a emissora. Às vésperas do início do campeonato deste ano, os diretores da Indy e a Bandeirantes chegaram a um acordo que, além de manter a transmissão nos canais do grupo – algo que não estava nos planos para este ano –, reincluía o Brasil no calendário da categoria em 2015.

O autódromo de Brasília foi tema de ‘DF – Dossiê de Falcatruas’, que a REVISTA WARM UP conduziu em setembro do ano passado. Desvios de dinheiro, uso da pista para fins que não são do automobilismo e a morte mal explicada da pilota Vanessa Daya foram os temas da série de reportagens.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube