Indy

Bourdais minimiza primeira ida ao Fast Six de 2019 e desabafa: “Não estou reconhecendo meu carro”

Sébastien Bourdais conseguiu a melhor posição de largada na temporada 2019 em Barber, mas não está nada satisfeito com o ritmo que vem tendo com sua Dale Coyne

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Se engana quem pensa que Sébastien Bourdais saiu satisfeito com o quinto lugar no grid de largada do GP do Alabama. O francês se mostrou bastante incomodado com o comportamento de seu carro e admitiu que nem sabia se o resultado alcançado neste sábado (6) havia sido bom.
 
Para Bourdais, o equilíbrio no grid é muito grande, o ritmo de todos está bem mais lento, o problema com os pneus segue e a Dale Coyne ainda não se encontrou em Barber.
Sébastien Bourdais quer mais da Dale Coyne em Barber (Foto: IndyCar)
"Ainda sinto que a equipe está no bolo, está tudo meio confuso ainda. Foram muitas bandeiras vermelhas, situações estranhas, não foi fácil achar uma volta boa no final de semana. Ainda estou com problemas para entender os pneus, estamos 1s mais lentos que no ano passado. Não estou reconhecendo meu carro mesmo sem fazer mudança alguma. Está muito difícil achar o acerto ideal", disse.
 
O veterano afirmou que ficou sem saber o que sentir com a ida ao Fast Six e prefere esperar ver o que vai acontecer na prova.
 
"Saí da classificação sem saber se deveria ficar feliz ou triste com o que fiz, mas foi a minha primeira vez no Fast Six em 2019, está bom, apesar de ser mesmo uma pista boa para nós. Vamos ver como vai ser a corrida", completou.