Indy

Em duelo de novatos, Herta afasta crise na Harding, supera Ericsson e lidera primeira sessão de testes em Austin

O primeiro teste da Indy na pré-temporada em Austin teve surpresas grandes. Colton Herta superou Marcus Ericsson no finalzinho e levou a melhor no duelo de novatos. Matheus Leist foi o melhor brasileiro e ficou em 11º

Grande Prêmio / GABRIEL CURTY, de São Paulo
A primeira sessão de testes coletivos no Circuito das Américas foi marcada por grandes surpresas. Nesta terça-feira (12), Colton Herta apareceu no final para levar a melhor em um duelo de novatos contra Marcus Ericsson. O americano da Harding - que vive crise com a saída de Pato O'Ward - cravou 1min48s744 contra 1min48s839 do sueco da Schmidt Peterson.

O melhor piloto experiente nos testes foi Josef Newgarden. O americano da Penske virou, no entanto, mais de 0s6 mais lento que Herta, mas foi, também, o melhor representante da Chevrolet. Outro da fabricante americana que surgiu bem foi RC Enerson, da Carlin, também do time dos novatos. O americano da Carlin foi somente 0s19 pior que Newgarden.

Zach Veach chegou a liderar nos minutos finais, mas fechou apenas em quinto com a Andretti, com o companheiro Marco Andretti em sexto e o atual campeão, Scott Dixon, na sétima colocação. 
 
Spencer Pigot veio na oitava posição com a Carpenter, mais de 1s3 atrás do líder Herta. Alexander Rossi, que vem do vice-campeonato, ficou em nono, com Max Chilton fechando o top-10 da primeira sessão no Circuito das Américas.
 
O melhor brasileiro da sessão foi Matheus Leist, que ficou em 11º. Helio Castroneves foi o 14º, enquanto Tony Kanaan apareceu em 24º, o último entre os que registraram tempos, já que Kyle Kaiser e a Juncos tiveram problemas.
Colton Herta liderou o primeiro teste em Austin (Foto: IndyCar)
Confira como foi a primeira sessão de testes em Austin

A primeira sessão do dia de 1 testes coletivos da Indy no Circuito das Américas começou pontualmente às 14h (em Brasília). Líder da atividade encurtada em Laguna Seca, Max Chilton, com a Carlin, foi quem abriu os trabalhos na pista, mas não fez uma marca competitiva.
 
O primeiro a rodar de forma verdadeiramente forte foi Felix Rosenqvist, de Ganassi, já colocando os tempos na casa de 1min50s e sendo acompanhado justamente pelo compatriota Marcus Ericsson, com a Schmidt Peterson.
 
A pré-temporada começou basicamente da mesma forma que foi 2018 para a Juncos. Ainda nos primeiros minutos de atividade, lá estava Kyle Kaiser parado na pista com problemas. Foi a estreia da bandeira vermelha com a Indy em Austin.

Marcus Ericsson ficou em segundo no Texas (Foto: Chris Owens/Indy)
Depois de boas voltas de verdadeiro reconhecimento da pista, os carros foram se juntando em peso e enchendo o traçado. Já entrando na hora final, Rosenqvist mantinha a ponta com 1min50s290, desta vez com Colton Herta e a Harding em segundo, Will Power e a Penske em terceiro, Ericsson e Marco Andretti fechando o top-5.

Já quando o relógio descia dos 50 minutos para o fim da sessão, Alexander Rossi resolveu aparecer. Primeiro, se meteu em terceiro para, na sequência, virar 1min50s193 e arrancar Rosenqvist da dianteira, sendo apenas 0s1 mais veloz que o sueco. Spencer Pigot surgiu junto e se colocou em terceiro.

Enquanto a Foyt ia tendo um começo de trabalho bem complicado com Tony Kanaan e Matheus Leist nas duas últimas posições - já que James Hinchcliffe e Kaiser, com problemas, ainda não tinham tempos registrados -, Helio Castroneves vinha em 15º com a Penske.
Josef Newgarden foi terceiro em Austin (Foto: Chris Owens/Indy)
O atual campeão estava ali quietinho no canto dele, mas resolveu, mais uma vez, bater Rossi. Com 35 minutos para o final, Scott Dixon quase rompeu a barreira de 1min50s, baixando em 0s18 a marca de Rossi e sendo seguido pelo surpreendente Herta.

Quando tudo parecia definido e a pista via mais pilotos escapando de lado do que virando tempos rápidos, um azarão surgiu. Zach Veach, com sua Andretti, achou um tempo espetacular em 1min49s812 e partiu para a liderança, derrubando Dixon.

E o feito de Veach parece que abriu uma brecha para vários tempos que foram caindo em sequência. RC Enerson, de Carlin, conseguiu baixar a marca de Veach com 1min49s5, mas Ericsson chegou chutando a porta e cravando um inacreditável 1min48s839. Andretti também se saiu bem e foi para quarto, na frente de Dixon.

No finalzinho, em mais uma reviravolta pouco esperada, Herta surgiu para derrubar Ericsson e, com 1min48s744, liderou a sessão no Circuito das Américas.

Indy, Pré-temporada, Austin, Dia 1, Sessão 1:

1 C HERTA Harding Honda 1:48.744   16
2 M ERICSSON SPM Honda 1:48.839 +0.095 23
3 J NEWGARDEN Penske Chevrolet 1:49.353 +0.609 17
4 R ENERSON Carlin Chevrolet 1:49.543 +0.799 26
5 Z VEACH Andretti Honda 1:49.812 +1.068 16
6 M ANDRETTI Andretti Honda 1:49.973 +1.229 15
7 S DIXON Ganassi Honda 1:50.008 +1.264 11
8 S PIGOT Carpenter Chevrolet 1:50.069 +1.325 9
9 A ROSSI Andretti Honda 1:50.116 +1.372 14
10 M CHILTON Carlin Chevrolet 1:50.179 +1.435 21
11 M LEIST Foyt Chevrolet 1:50.180 +1.436 18
12 F ROSENQVIST Ganassi Honda 1:50.290 +1.546 16
13 R HUNTER-REAY Andretti Honda 1:50.375 +1.631 12
14 H CASTRONEVES Penske Chevrolet 1:50.448 +1.704 20
15 S FERRUCCI Dale Coyne Honda 1:50.449 +1.705 11
16 W POWER Penske Chevrolet 1:50.640 +1.896 19
17 J HINCHCLIFFE SPM Honda 1:50.677 +1.933 11
18 S PAGENAUD Penske Chevrolet 1:50.972 +2.228 14
19 G RAHAL RLL Honda 1:50.991 +2.247 15
20 J HARVEY Meyer Shank Honda 1:51.004 +2.260 7
21 S BOURDAIS Dale Coyne Honda 1:51.078 +2.334 16
22 T SATO RLL Honda 1:51.289 +2.545 16
23 E JONES Carpenter Chevrolet 1:51.421 +2.677 14
24 T KANAAN Foyt Chevrolet 1:51.745 +3.001 7
25 K KAISER Juncos Chevrolet     1