Indy

Ex-chefe da Force India, Fernley assume comando do projeto da McLaren nas 500 Milhas de Indianápolis

Bob Fernley, demitido da Force India em agosto, tem uma nova missão em mãos. O dirigente vai comandar a operação da McLaren na Indy, que por enquanto inclui apenas as 500 Milhas de Indianápolis de 2019 com Fernando Alonso
Warm Up / Redação GP, de Berlim
 Bob Fernley (Foto: Force India)
A aventura da McLaren nas 500 Milhas de Indianápolis de 2019, com Fernando Alonso ao volante, já tem um comandante. Bob Fernley, que até agosto cumpriu a função de chefe-adjunto da Force India na F1, foi anunciado na manhã desta quinta-feira (15) como presidente do projeto da equipe britânica no automobilismo americano.
 
Fernley, apesar de receber o ostentoso título de presidente do projeto de Indy, é subordinado de Zak Brown, diretor-executivo da McLaren. Apesar disso, a equipe deixa claro que a divisão responsável pela corrida de 500 Milhas está dividida da responsável pela F1. Dessa forma, a equipe alaranjada busca manter foco nas duas divisões ao mesmo tempo.
 
“Voltar ao Brickyard vai ser uma experiência muito especial para mim”, disse Fernley, que já foi dirigente de equipes da Indy antes da passagem pela Force India. “Fico orgulhoso por liderar o projeto e a equipe da McLaren. As 500 Milhas são um desafio enorme e nós temos que superar adversários incrivelmente fortes se quisermos ter sucesso. Vamos precisar nos preparar bem para o mês de maio e esse trabalho começa agora”, seguiu.
Bob Fernley ganhou fama pelos anos na Force India (Foto: Force India)
“Bob [Fernley] é alguém que eu respeito muito”, continuou Zak Brown. “Sua experiência e liderança são essenciais para nós nesse projeto. Ele é particularmente talentoso em construir equipes efetivas e extrair o máximo com recursos limitados. A Indy 500 não é uma corrida fácil e o Bob é uma figura chave, então fico satisfeito por tê-lo conosco”, encerrou.

Fernley ajudou a Force India a se afirmar como uma potência do pelotão intermediário, conseguindo o quarto lugar no Mundial de Construtores em 2016 e 2017. O dirigente, todavia, foi vítima da troca de donos em agosto: quando Lawrence Stroll comprou a equipe que pertencia a Vijay Mallya, Fernley se viu demitido.
 
A McLaren planeja disputar apenas as 500 Milhas de Indianápolis no calendário 2019 da Indy. A corrida é particularmente importante para Alonso, que sonha com a vitória para completar a Tríplice Coroa do automobilismo – além de Indy, vencer o GP de Mônaco e as 24 Horas de Le Mans.