Castroneves aposta em bom histórico em St. Pete: “Pista que sempre gostei”

Helio Castroneves volta a disputar uma temporada completa na Indy depois de quatro anos e quer ajudar Meyer-Shank a construir um caminho para ser constante na categoria

GUIA INDY 2022: FAVORITOS, NOVATOS E EXPECTATIVAS

Depois de quatro anos disputando provas pontualmente, Helio Castroneves retorna para fazer uma temporada completa na Indy na Meyer-Shank, equipe com a qual conquistou a quarta vitória nas 500 milhas de Indianápolis. Em 2021, o brasileiro chegou a participar de outras cinco provas com o time, e agora participará de forma integral do campeonato ao lado do francês Simon Pagenaud.

O piloto brasileiro se mostrou otimista para o campeonato, embora saiba que está trabalhando em uma equipe ainda em construção. Os carros nivelados e a parceira técnica com a Andretti animam Helinho, mas o objetivo é ser constante para, assim, lutar pelos melhores resultados possíveis em 2022.

“A expectativa é alta, é para estar brigando, mas, ao mesmo tempo, não vale a gente esquecer que nós ainda estamos construindo aquele caminho para ser constante e estar disputando posições na frente”, disse Helio Castroneves em entrevista coletiva. 

“E é isso que a gente quer, não quer só uma, dar um tiro certeiro, a gente quer em todas as corridas ter a possibilidade de estar disputando”, acrescentou, em referência à vitória na Indy 500 em 2021.

LEIA MAIS: GUIA 2022: Castroneves disputa temporada completa por desafio de título

 ▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Helio Castroneves venceu a Indy 500 em 2021 e volta ao grid em tempo integral em 2022 (Foto: IndyCar)

“A Meyer-Shank está fazendo a transição de uma equipe pequena para uma equipe que pode não só ser grande, mas também com intenção de estar lutando pela vitória em todas as corridas. Nós vamos ter os altos e baixos, não quero deixar a expectativa também tão alta, porque, como eu disse, tem muito trabalho pela frente”, ponderou.

Mesmo mantendo os pés no chão ao falar da temporada, Castroneves não esconde a felicidade e ansiedade de voltar para São Petersburgo, na abertura do campeonato. O piloto de 46 anos é o maior vencedor da prova, com três triunfos no total (2006, 2007 e 2012), mas sua última prova no circuito da Flórida foi em 2017.

“Uma pista que eu sempre gostei, inclusive nas seis corridas que nós tivemos no ano passado, quando o Mike Shank me ofereceu, falei ‘põe São Petersburgo que lá eu tenho certeza que a coisa vai andar bem’. Não deu certo, mas tudo bem, obviamente faz parte”, revelou.

“Mas para essa corrida em São Petersburgo, pelo fato de não só eu, mas também o Simon [Pagenaud] gostar, e o histórico, que tem sido muito bom, a expectativa é de pelo menos a gente estar brigando por boas posições, quem sabe até beliscar uma vitória”, completou Castroneves.

A temporada da Indy começa neste final de semana, com o GP de São Petersburgo.

DO CAMPEÃO PALOU A O’WARD: QUAIS OS PRINCIPAIS CANDIDATOS AO TÍTULO DA INDY 2022?
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar