Indy

Herta se mete em briga de líderes, bate Rossi e faz pole em Elkhart Lake. Newgarden é 4º

Colton Herta pisou forte na classificação, entrou no duelo que Alexander Rossi e Josef Newgarden desenhavam e cravou a pole para o GP de Elkhart Lake. Rossi parte de segundo e Newgarden, atrás de Will Power, sai de quarto

Grande Prêmio / GABRIEL CURTY, de São Paulo
Colton Herta em circuitos mistos tem sido a sensação da temorada 2019 da Indy. Neste sábado (22), o americano se meteu no duelo dos líderes do campeonato e cravou uma pole de respeito para o GP de Elkhart Lake.

Vencedor mais jovem da categoria em Austin, agora Colton é também o piloto mais novo a conseguir uma pole-position na Indy, com menos de 19 anos e 3 meses. 

Alexander Rossi e Josef Newgarden ficaram próximos a classificação toda, mas foram superados por um Herta que estava muito veloz e cravou 1min42s992. Rossi ficou 0s177 atrás, em segundo, enquanto Josef vai largar de quarto.

Will Power parte do terceiro posto, enquanto a terceira fila é toda da RLL, com Graham Rahal tendo superado Takuma Sato. Sébastien Bourdais, Spencer Pigot, James Hinchcliffe e Marco Andretti fecham o top-10.

Os adversários mais próximos da dupla tiveram classificações muito fracas. Scott Dixon parte de 12º com quebra de motor no final do primeiro grupo, enquanto Simon Pagenaud vai ser apenas 16º no grid.

A Foyt teve mais uma classificação para se esquecer. Depois de parecer reagir nos treinos livres de sexta-feira, foi mal no TL3 e pior na classificação, com Matheus Leist pronto para largar em 20º e Tony Kanaan em 23º. A corrida começa às 13h45 (em Brasília) deste domingo.
Colton Herta fez a pole em Elkhart Lake (Foto: IndyCar)
Saiba como foi a classificação para o GP de Elkhart Lake
 
O primeiro grupo da classificação para o GP de Elkhart Lake foi para a pista pontualmente às 17h (em Brasília). Nele estavam: Marcus Ericsson, Scott Dixon, Graham Rahal, Sébastien Bourdais, Santino Ferrucci, Spencer Pigot, Ryan Hunter-Reay, Takuma Sato, Pato O'Ward, Jack Harvey e Colton Herta.
 
Chamava a atenção que Harvey optava pela tática mais agressiva, ou seja, iniciava já com os pneus macios e tentava fazer uma volta no começo. Não deu muito certo, pois, já que o inglês virava em 1min44s761, enquanto Herta já cravava absurdos 1min43s259, com Sato bem atrás em segundo.
Graham Rahal passou no limite (Foto: IndyCar)
Com 4 minutos para o fim, o pessoal trocou os compostos, preparando o terreno para que os tempos despencassem. Enquanto Ferrucci estranhamente aparecia lento na saída dos boxes e dava adeus à disputa, Sato batia o tempo de Herta no detalhe, mas era óbvio que o americano faria melhor com pneus macios.
 
E assim foi, com Herta sobrando em 1min42s456, 0s7 na frente do próprio Sato e de Pigot. Bourdais, Dixon e Rahal conseguiram também avançar, com O'Ward e Hunter-Reay sendo grandes decepções após bons treinos livres. Ericsson, Harvey e Ferrucci também ficaram pelo caminho. Só que a coisa ficou estranha para Dixon segundos depois.

O neozelandês foi para os boxes com o carro soltando muita fumaça, com toda cara de fim de classificação para ele e, consequentemente, 12º no grid.
Scott Dixon voltou assim para os boxes (Foto: Reprodução)
Pagenaud volta a cair na primeira fase

O segundo grupo foi para a pista logo na sequência, desta vez sem ninguém de pneus macios no início ou uma volta voadora como a de Herta no primeiro. Nele estavam: Josef Newgarden, Matheus Leist, James Hinchcliffe, Felix Rosenqvist, Will Power, Tony Kanaan, Ed Jones, Simon Pagenaud, Zach Veach, Alexander Rossi, Max Chilton e Marco Andretti.
 
Newgarden começou na frente, ainda com uma marca próxima de 1min44s e seguido de pertinho por Rossi e Hinchcliffe, mas estava claro que a definição só viria com os compostos macios. Mas o que já se via era o próprio Rossi e Pagenaud passeando na grama.
 
Newgarden e Andretti foram os primeiros a andarem rápido, mas Power e depois Rossi atropelaram. O americano foi para a liderança com 1min42s459, com os quatro assegurando a vaga na segunda fase. Hinchcliffe e Jones se juntaram no bolo, jogando para fora os decepcionantes Rosenqvist e Pagenaud, que tomou mais uma eliminação em primeira fase de classificações.
 
Veach foi outro a ser eliminado, acompanhado de Leist, Chilton e Kanaan, que seguem tendo uma temporada muito dura com Foyt e Carlin.
Simon Pagenaud teve mais um péssimo dia (Foto: IndyCar)
Dixon sequer volta para a pista e larga em 12º

A segunda fase da classificação veio logo em seguida e com a confirmação da ausência de Dixon, com o motor realmente quebrado. Assim, 11 pilotos buscavam as seis vagas no Fast Six, com dois carros da Andretti, dois da Penske, dois da RLL, dois da Carpenter, a Schmidt Peterson de Hinch, a Dale Coyne de Bourdais e a Harding de Herta.
 
A sessão foi bem mais estudada que as anteriores e os tempos relevantes só foram aparecendo no fim, com Herta em 1min43s4 e, na sequência, batido no detalhe por Pigot. 
 
Aí veio o minuto final e lá estava Herta de novo estourando o cronômetro com uma volta voadora em 1min42s655. Rossi, Newgarden e Power vieram logo depois, classificando junto com Sato e Rahal. 
 
Bourdais, Pigot, Hinch, Andretti e Jones se juntaram a Dixon nos eliminados na segunda fase. 
Alexander Rossi larga em segundo (Foto: IndyCar)
Herta bate Rossi e é pole mais jovem da história da Indy 

O Fast Six foi desenhado todo para um duelo no final entre Herta e Rossi. Com voltas praticamente de aquecimento dos seis, desde o início estava claro que a primeira fila teria os dois, a segunda era da Penske e a terceira ficaria com a RLL.
 
E tudo foi guardado para o tradicional último minuto, com Herta já cravando logo 1min42s992 e basicamente assegurando a ponta. Rossi bem que tentou encostar, mas acabou quase 0s2 distante. 
 
Aí a briga pelas demais posições também foi boa, com Power batendo Newgarden - e ajudando Rossi - e também Rahal superando Sato, no duelo doméstico da RLL.

Indy 2019, GP de Elkhart Lake, Grid de largada:

1 C HERTA Harding Honda 1:42.992  
2 A ROSSI Andretti Honda 1:43.169 +0.177
3 W POWER Penske Chevrolet 1:43.375 +0.383
4 J NEWGARDEN Penske Chevrolet 1:43.604 +0.612
5 G RAHAL RLL Honda 1:43.808 +0.816
6 T SATO RLL Honda 1:43.879 +0.887
7 S BOURDAIS Dale Coyne Honda 1:43.299 +0.307
8 S PIGOT Carpenter Chevrolet 1:43.308 +0.316
9 J HINCHCLIFFE SPM Honda 1:43.381 +0.389
10 M ANDRETTI Andretti Honda 1:43.395 +0.403
11 E JONES Carpenter Chevrolet 1:43.516 +0.524
12 S DIXON Ganassi Honda    
13 P O'WARD Carlin Chevrolet 1:43.606 +0.614
14 Z VEACH Andretti Honda 1:43.449 +0.457
15 R HUNTER-REAY Andretti Honda 1:43.698 +0.706
16 S PAGENAUD Penske Chevrolet 1:43.476 +0.484
17 M ERICSSON SPM Honda 1:43.891 +0.899
18 F ROSENQVIST Ganassi Honda 1:43.504 +0.512
19 J HARVEY Meyer Shank Honda 1:44.618 +1.626
20 M LEIST Foyt Chevrolet 1:43.857 +0.865
21 S FERRUCCI Dale Coyne Honda 1:49.306 +6.314
22 M CHILTON Carlin Chevrolet 1:43.875 +0.883
23 T KANAAN Foyt Chevrolet 1:44.418 +1.426


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.