Grosjean muda rumo da carreira, acerta com Dale Coyne/Rick Ware e corre na Indy em 2021

Renascido das chamas em Sakhir há pouco mais de dois meses, Romain Grosjean vai cruzar o Atlântico em busca de um novo horizonte na sua carreira. O franco-suíço vai correr na Indy em 2021 a bordo do carro #51 da Dale Coyne em parceria com a Rick Ware Racing

Dois meses depois do grave acidente no GP do Bahrein, Romain Grosjean está de volta às pistas para disputar a temporada 2021 da Indy com a Dale Coyne em parceria com a Rick Ware Racing. Dispensado pela Haas no fim do ano passado, o francês ganha nova chance depois da recuperação das queimaduras nas mãos, agora com o carro, um Dallara empurrado pelo motor Honda, de numeral #51.

A informação foi publicada pela revista norte-americana Racer pouco antes da conferência marcada pelo piloto nesta quarta-feira (3) via Twitch, plataforma que virou a sua preferida para a interação com o público e também para jogos. Grosjean vai disputar todas as corridas nos circuitos mistos e de rua da temporada, ficando fora dos ovais.

A possibilidade de Grosjean pilotar na Indy estava no ar há semanas. Em entrevista à publicação Ouest France, o experiente piloto elogiou a categoria e afirmou que estava discutindo com a família sobre o assunto, especialmente pela dificuldade em correr nos ovais. No fim das contas, o acordo familiar permitiu a Romain disputar a maior parte da temporada, mas não os ovais, uma das marcas da Indy.

A Dale Coyne, por outro lado, já tinha admitido interesse em Grosjean. O dono da equipe declarou que o francês “é um grande piloto” e que adoraria tê-lo no time, mas que também trabalhava com outros nomes. O anúncio era esperado porque Coyne quer o ex-F1 nos testes deste mês da Indy. A expectativa é que Romain entre no seu novo carro em 18 de fevereiro para uma sessão de testes no circuito de Barber, no Alabama.

“Estou muito empolgado com esta oportunidade de competir nos Estados Unidos, na Indy. Eu tive diversas opções na minha frente antes desta temporada e escolher a Indy foi, definitivamente, minha favorita. Apesar disso, ainda não estou pronto para os ovais”, explicou o piloto, motivado com a chance de poder ser bem mais competitivo do que nos últimos anos correndo pela Haas.

“A Indy tem um estilo nivelado como nunca vi na minha carreira, então vai ser animador brigar por pódios e vitórias novamente. Minha mão esquerda ainda está em recuperação, mas estou pronto para voltar ao carro e iniciar este novo capítulo da minha carreira”, complementou.

Recuperado das graves queimaduras na mão, Romain Grosjean está de volta às pistas. E na Indy (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Novo chefe de Grosjean, Rick Ware exaltou a chance de poder trabalhar com um piloto de tanta experiência com a certeza de que o franco-suíço será um pilar fundamental nesta temporada 2021.

“Estamos emocionados por nossa primeira temporada completa com a Dale Coyne na Indy e ter um piloto do calibre de Romain Grosjean para andar em circuitos mistos e de rua nos deixa empolgados demais. Estamos ansiosos pra esta temporada”, destacou o dirigente. Resta, portanto, a definição de quem vai guiar o #51 nos circuitos ovais da temporada da Indy.

Grosjean não corre desde o dia 29 de novembro, quando sofreu grave acidente no GP do Bahrein. Na ocasião, seu carro bateu com força no guard-rail, rachou no meio e explodiu. O piloto teve queimaduras nas mãos e em um dos tornozelos, escapando por milagre da morte.

Na Fórmula 1, o piloto de 34 anos disputou 181 GPs, conquistando dez pódios entre 2009 e 2020. Grosjean correu por Renault, Lotus e Haas na categoria.

Grosjean será o terceiro piloto francês na categoria, juntando-se a Sébastien Bourdais – que já correu na Dale Coyne e nesta temporada volta no cockpit da AJ Foyt – e Simon Pagenaud, campeão em 2016 e vencedor das 500 Milhas de Indianápolis de 2019 pela Penske

Com a chegada de Grosjean, a Indy agora tem agora seis ex-pilotos da Fórmula 1 confirmados para alguma corrida do ano. Bourdais, Marcus Ericsson, Alexander Rossi e Takuma Sato vão disputar todo o campeonato, enquanto Juan Pablo Montoya está confirmado apenas para as 500 Milhas de Indianápolis.

A abertura da temporada 2021 da Indy está marcada para 18 de abril, em Barber, no mesmo palco onde Grosjean vai testar dois meses antes pela primeira vez com o carro da categoria.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube