Tempo fechado atrapalha chegada de helicóptero médico e atrasa TL1 em Pocono

O primeiro treino livre das 500 Milhas de Pocono sofreu um inesperado atraso. O tempo fechado atrapalhou a chegada do helicóptero médico, fazendo pilotos, equipes e fãs esperarem mais tempo pela sessão

O primeiro treino livre das 500 Milhas de Pocono estava marcado para começar às 10h30 (em Brasília). Pois é, estava. Acontece que o tempo na região do oval da Pensilvânia fechou e, mesmo sem chuva no local, já foi suficiente para atrapalhar a chegada do helicóptero médico.
 
O pior é que, assim como aconteceu em Iowa, não há nenhuma previsão de quando a atividade vai começar, mas o agravante é que trata-se do único treino livre antes da classificação. Na pista, céu cada vez mais coberto de nuvens carregadas.
Clima em Pocono atrasou TL1 (Foto: Ryan Myrehn)

A definição do grid de largada de Pocono está marcada para acontecer às 13h30, com ainda um segundo treino livre previsto para ser iniciado às 17h. 

Quando o relógio marcava 11h20, as coisas ficaram piores. Os carros foram chamados de volta para a garagem por causa da chuva que aparecia cada vez mais próxima do circuito e ameaçava não só o cancelamento do TL1, mas até da classificação.

Pouco antes das 12h, a chuva caiu e caiu com gosto no oval de Pocono. O cancelamento da sessão parecia questão de tempo, mas já ficava a preocupação com a definição do grid.

 
As 500 Milhas de Pocono de 2018 tiveram Alexander Rossi vencendo com Will Power e Scott Dixon logo atrás. A prova foi modorrenta e marcada por um acidente assustador com Robert Wickens, que segue fora até hoje.
 

 
Paddockast #29
ONE HIT WONDERS DO ESPORTE A MOTOR

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar