11: Hamilton domina e não dá chances na noite de Marina Bay: o GP de Singapura de 2009

Na noite de Singapura, Lewis Hamilton brilhou forte. Partindo da pole, o inglês da McLaren não tomou conhecimento de ninguém e conquistou a segunda vitória na temporada

Apesar de quebrar o jejum de vitórias na Hungria, Lewis Hamilton seguiu com vida difícil nas rodadas seguintes do Mundial de 2009. Conquistou o segundo lugar no GP da Europa, nas ruas de Valência, mas viu a corrida acabar na Bélgica ainda na primeira volta. Na Itália, foi pole, mas além de batido pela dupla da Brawn, formada por Rubens Barrichello e Jenson Button, jogou um pódio certeiro fora com um acidente na última volta em Monza. Aí veio o GP de Singapura.

Nas ruas de Marina Bay, o sentimento é de que pouca coisa poderia impedir um revés do atual campeão, especialmente com a pole-position no treino classificatório, tendo os rivais da assustadora Brawn bem atrás.

Na largada, Hamilton saltou muito bem à frente de Sebastian Vettel, da Red Bull, que lento, segurou os carros de Nico Rosberg e Fernando Alonso, que vinham logo atrás.

Líder, o inglês enfrentou problemas com o KERS (sistema de reaproveitamento de enérgica cinética), mas não teve muito trabalho e logo abriu vantagem para Rosberg e Vettel, que entraram em uma batalha própria. O alemão da Williams viu qualquer chance de bom resultado desaparecer após o primeiro pit-stop. Ultrapassou a linha branca quando retornava à pista e recebeu um drive-through como punição.

Do Canadá/2007 a Eifel/2020: como Hamilton alcançou Schumacher em número de vitórias

Lewis Hamilton celebra vitória na corrida noturna em Singapura (Foto: Bridgestone Motorsport)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

A corrida em Singapura teve uma intervenção do safety-car com 20 voltas, após um acidente causado por Adrian Sutil, que eliminou Nick Heidfeld. Com a relargada e Rosberg punido, Hamilton passou a ser perseguido por Vettel, que deixou a distância em menos de 1s.

Na perseguição, Seb chegou a perder o espelho direito da Red Bull, fruto das ondulações do circuito de rua de Marina Bay. O alemão fez o segundo pit-stop, mas cometeu um erro: ultrapassou o limite de velocidade no pit-lane. Mais um adversário punido com drive-through.

Com tranquilidade após a segunda parada, Hamilton só teve o trabalho de trazer o carro até a linha de chegada com confortáveis 9s de vantagem para Timo Glock, da Toyota, que ficou em segundo. Fernando Alonso, da Renault, foi o terceiro.

“Final perfeito para um fim de semana fantástico. A corrida foi fisicamente muito dura para todos os pilotos, mas foi tranquila para mim. Fiz uma boa largada e sabia que andaria mais que quem estava atrás, então pude construir uma distância. Foi uma corrida bem controlada, o time me avisou no rádio sobre um pequeno problema no KERS, mas eu não tive no problema no cockpit, deu certo depois daquilo. Viemos aqui esperando um bom resultado e redenção após a última volta em Monza, e conseguimos”, disse Hamilton em Singapura.

As vitórias de Lewis Hamilton na Fórmula 1 em imagens

Lewis Hamilton não vem dando chances a ninguém em 2020 (Foto: AFP)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube