9º, Miller fica decepcionado e diz que “bateu no muro” com desgaste dos pneus no Catar

Australiano esperava atacar rivais na reta final da corrida, mas acabou sofrendo com o desgaste dos pneus e acabou apenas na nona colocação no GP do Catar

Assista aos melhores momentos do GP do Catar de MotoGP (Vídeo: GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Jack Miller saiu decepcionado do GP do Catar de domingo (28). Rotulado como favorito desde os testes da pré-temporada da MotoGP, o piloto da Ducati sofreu com a performance dos pneus e acabou apenas em nono, 7s058 atrás de Maverick Viñales, o vencedor.

Miller passou a primeira metade da corrida tentando conservar os pneus, mas acabou sofrendo com falta de aderência e não pôde executar o plano de atacar no final.

Jack Miller chegou favorito, mas encerrou a primeira corrida no Catar só em nono (Foto: Ducati)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

“O vento, com certeza, não foi ideal, mas foi a mesma coisa para todo mundo”, disse Miller. “Certamente, não foi tão ruim quanto nesta tarde, mas ainda era incômodo”, seguiu.

“Tivemos uma largada realmente boa, consegui forçar como gosto ― não tanto no início ―, mas talvez com 12 ou 14 voltas para o final, quando Viñales passou, pensei: ‘Ok, agora é hora de começar a aumentar o ritmo’”, relatou. “Consegui chegar em 1min55s baixo por algumas voltas, mas aí meio que bati num muro e comecei a perder a traseira no meio das curvas”, apontou.

“Eu estava tentando gerir os pneus no início e não funcionou, então precisamos entender o que estou fazendo, o que os outros estão fazendo. Foi a primeira corrida da temporada, vamos começar daí”, acrescentou.

Jack reconheceu que o resultado ficou aquém do esperado, mas falou em encontrar soluções já para o GP de Doha, etapa do próximo fim de semana.

“O nono lugar, com certeza, não é o resultado que estávamos esperando, mas ainda são pontos importantes para o campeonato”, ponderou. “Infelizmente, depois de uma boa largada, comecei a ter problemas com a traseira em meados da corrida, e tive de lidar com isso até o final”, ressaltou.

“Me senti realmente confortável quanto estava no terceiro lugar e estava esperando atacar os ponteiros no final, mas não saiu desse jeito. Agora temos de analisar os dados para entender o que aconteceu e encontrar uma solução para o próximo GP, que será também aqui no Catar”, concluiu.

GUIA MOTOGP 2021
⇝ MotoGP chega igual, mas diferente em campeonato condicionado por pandemia
⇝ Conheça quem são as equipes e pilotos para a temporada 2021 da MotoGP
⇝ Suzuki segue vida sem Brivio e tenta feito do bicampeonato na MotoGP em 2021
⇝ MotoGP volta com mistério: Marc Márquez retorna após três cirurgias? E como?
⇝ Honda aposta em encaixe de Pol Espargaró por encerramento de série de insucessos
⇝ Mir defende título da MotoGP para mostrar que conquista de 2020 não foi acaso
⇝ Quartararo precisará de regularidade e cabeça no lugar para substituir Rossi
⇝ Bastianini, Marini e Martín sobem para MotoGP com promessa de briga parelha
⇝ Yamaha rejuvenesce com Viñales e Quartararo e busca consistência na M1
⇝ Aos 42 anos, Rossi tem recomeço na MotoGP com SRT. Mas qual será o futuro?
⇝ Pol Espargaró tem chance da vida na MotoGP. Assustar Márquez é outra história
⇝ Equilíbrio também deve ser a marca nas categorias de apoio à MotoGP
⇝ Ducati faz mudanças arriscadas para deixar decepções de 2020 no passado
⇝ Aprilia ‘inventa’ Savadori e coloca tudo nas costas de Aleix Espargaró
⇝ VR46 dá primeiro passo na MotoGP ainda sem dizer se veio para ficar
⇝ Sucesso da Academia VR46, Morbidelli tenta aproveitar garagem com Rossi

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube