Binder se desculpa por derrubar Foggia, mas Leopard vê “comportamento imperdoável”

Sul-africano pediu desculpas por ter destruído as chances de Dennis Foggia de levar a briga pelo título da Moto3 até a última etapa da temporada 2021. Leopard, porém, ressaltou que não é a primeira vez que o irmão de Brad executa manobras polêmicas

CINCO DISPUTAS PARA SE OBSERVAR NO FIM DO MUNDIAL DE MOTOVELOCIDADE | GP às 10

A Leopard não vai engolir tão cedo a manobra de Darryn Binder que acabou com as chances de Dennis Foggia de levar a disputa com Pedro Acosta para a última etapa da Moto3, em Valência. A equipe do piloto italiano não aceitou o pedido de desculpas do titular da SRT e considerou que o irmão de Brad teve um comportamento imperdoável.

Nas últimas seis corridas, Foggia conseguiu cortar 76 pontos da vantagem do espanhol e precisava vencer ou terminar na frente do rival da Red Bull KTM Ajo para levar a disputa para o GP da Comunidade Valenciana, a última corrida da temporada. No última volta do GP do Algarve, porém, Binder derrubou Dennis na curva 3 de Portimão ao tentar passar Sergio García ― que também caiu ―, encerrando a disputa com título de Acosta.

Binder foi pedir desculpar, mas acabou expulso pela Leopard (Vídeo: DAZN)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Desclassificado pelo Painel de Comissários da FIM (Federação Internacional de Motociclismo), Binder tentou ir aos boxes da Leopard para se desculpar, mas acabou expulso pela equipe. O sul-africano, então, usou a imprensa para fazer um pedido de desculpas.

“Só quero me desculpar”, disse Binder. “Eu estava tentando ultrapassar García, freando e, de repente, vi Foggia na minha frente. Não tinha para onde ir”, seguiu.

“Lamento muito por ele, pela equipe e por García pela queda. Obviamente, é a última coisa que eu gostaria que acontecesse, especialmente com Dennis lutando pelo título do campeonato, e, definitivamente, não foi minha intenção”, frisou. “Mas uma vez, só quero me desculpar com todos os envolvidos”, completou.

Logo após a cena nos boxes, a Leopard emitiu um comunicado nas redes sociais, acusando o sul-africano de destruir o trabalho de um ano.

“Não queríamos a presença de Darryn Binder nos boxes, pois é obvio que, depois de decidir as chances de Dennis Foggia na luta pelo campeonato, seria razoável imaginar que não era o momento certo”, disse a Leopard. “Darryn Binder jogou fora todo o esforço e trabalho duro do nosso time neste ano. Não foi só um incidente de corrida. Agradecemos a compreensão. O mais importante é que Dennis está bem depois da queda”, completou.

Nesta segunda-feira, a Leopard enviou um segundo comunicado, agora direcionado à imprensa, parabenizando Pedro Acosta, elogiando Foggia e, mais uma vez, reprovando a atitude de Binder.

“Primeiro, gostaríamos de parabenizar Pedro Acosta por conquistar o título. Ele foi um rival duro durante toda a temporada e nós curtimos cada batalha”, afirmou a equipe. “Segundo, queremos destacar a ótima performance de Dennis Foggia nesta temporada, especialmente nas últimas dez corridas. O italiano somou cinco vitórias e outros cinco pódios e estava fazendo uma grande recuperação corrida após corrida, o que o colocou na briga pelo título do campeonato. Determinação e consistência, aliadas a trabalho duro do esquadrão azul transformou uma temporada difícil em sonho. Muito obrigada, Dennis”, continuou.

“Terceiro, nós gostaríamos de mostrar nossa sensação de impotência diante do incidente com Darryn Binder no fim da corrida. Acreditamos que a pilotagem irresponsável dele na última volta acabou com as nossas chances. Revisamos todas as imagens e é estranha a maneira como Darryn se comporta naquele momento, por todos os ângulos e perspectivas (convidamos vocês a checarem online). Todo piloto deve estar ciente de que uma manobra irresponsável pode colocar em perigo não só a vida do piloto, mas também arriscar o trabalho duro e as opções de toda uma equipe. Ficamos imaginando porque e como ele foi tão longe, já que ontem não foi a única vez que o sul-africano se comportou de maneira tão particular. Esse comportamento é imperdoável. Poderia ter terminado pior do que terminou, já que, felizmente, Dennis Foggia está bem apesar da queda horrível”, comentou. “E, por fim, muito obrigado aos nossos pilotos, mecânicos, técnicos, patrocinadores e todos os membros da equipe pelo esforço de todos os dias. Esta é uma família e, como diz a música, o que não mata, fortalece!”, concluiu.

MotoGP volta a acelerar no próximo domingo (14), para a última etapa da temporada, o GP da Comunidade Valenciana, em Valência. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

LEIA TAMBÉM
# Acosta conquista merecido título da Moto3 e cria expectativas para futuro no Mundial
Bagnaia domina rivais, alcança melhor fase e se coloca como um dos favoritos para 2022

AUMENTO NA IDADE MÍNIMA É REAÇÃO NECESSÁRIAS A TRAGÉDIAS DO MOTOCICLISMO | GP às 10
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar