Moreira dá passo seguinte na carreira e estreia na Moto3 na temporada 2022 com MSI

Aos 17 anos, Diogo Moreira vai estrear no Mundial de Motovelocidade na próxima temporada. O piloto nascido em São Paulo vai formar dupla com Ryusei Yamanaka na estreante equipe

CINCO DISPUTAS PARA SE OBSERVAR NO FIM DO MUNDIAL DE MOTOVELOCIDADE | GP às 10

O Brasil terá um representante no Mundial de Motovelocidade na temporada 2022. Aos 17 anos, Diogo Moreira garantiu o próximo passo da carreira e vai estrear na Moto3 no próximo ano com a estreante equipe MSI, confirmou o GRANDE PRÊMIO. O brasileiro será companheiro do japonês Ryusei Yamanaka, já anunciado pelo time espanhol.

Filho de um ex-piloto de motocross, Diogo começou a carreira na modalidade, mas mudou de rumo em 2014, pelas mãos de Alexandre Barros. Então parceiro da cervejaria Estrella Galicia ― que tinha chegado ao Brasil trazendo na bagagem o desejo de repetir aqui o apoio que dá ao esporte a motor na Europa ―, o maior expoente do motociclismo nacional conheceu Moreira aos 10 anos, em 2015, quando o piloto de São Paulo já era Campeão Brasileiro de Motocross nas 50cc.

LEIA TAMBÉM
# Descoberta de Barros e fruto do motocross: Moreira é nova joia do motociclismo brasileiro

Diogo Moreira vai estrear no Mundial em 2022 (Foto: CEV)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

O programa de Barros com a empresa do grupo Hijos de Rivera previa um intercâmbio na Europa, justamente com a Monlau, a famosa escola-técnica que apoiou os primeiros passos de Marc Márquez na carreira. E foi assim que Diogo embarcou para o Velho Continente, em 2017, para competir na categoria 85GP, dentro do CEV (Campeonato Espanhol de Velocidade).

Pouco a pouco, Moreira foi avançando na carreira e, neste ano, disputou o Mundial Júnior de Moto3 e a Red Bull Rookies Cup. No campeonato de origem espanhola, o brasileiro foi 12º, enquanto na série apoiada pela empresa dos energéticos, ficou em sexto, depois de perder duas etapas por ter contraído Covid-19.

Segundo apurou o GP, Moreira chegou a negociar para correr pela Red Bull KTM Ajo, mas as tratativas com Aki Ajo não avançaram. A equipe do brasileiro confirmou ao GRANDE PRÊMIO que também recebeu ofertas de outras estruturas, mas optou pela MSI, que definiu como “um projeto muito bom”.

Com o salto para o Mundial, Diogo encerra a relação com a Monlau, já que a escola-técnica não dispõe de equipe própria no campeonato. O anúncio da MSI é esperado para a próxima sexta-feira.

MotoGP volta a acelerar no próximo domingo (14), para a última etapa da temporada, o GP da Comunidade Valenciana, em Valência. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

LEIA TAMBÉM
Acosta conquista merecido título da Moto3 e cria expectativas para futuro no Mundial
Bagnaia domina rivais, alcança melhor fase e se coloca como um dos favoritos para 2022

AUMENTO NA IDADE MÍNIMA É REAÇÃO NECESSÁRIAS A TRAGÉDIAS DO MOTOCICLISMO | GP às 10
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar