Dovizioso evita falar em ação contra Ducati, mas vê “situação estranha” com Yamaha

Piloto de Forli não ficou muito satisfeito com a decisão da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) de não estender aos pilotos a punição dada a Yamaha por uma infração com o motor da YZR-M1

Andrea Dovizioso ainda não engoliu a decisão da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) de não estender aos pilotos a punição aplicada à Yamaha, mas tampouco quis falar abertamente da possibilidade de uma ação na justiça contra a Ducati.

No início do mês, a FIM anunciou uma punição à Yamaha ter usado motores incompatíveis com a homologação no GP da Espanha. A pena, porém, ficou restrita aos Mundiais de Equipes e Construtores, com Fabio Quartararo, Maverick Viñales, Franco Morbidelli e Valentino Rossi conservando a pontuação obtida ao longo de todo ano.

As fábricas rivais não apresentaram objeção à punição, um acordo unânime entre as demais construtoras da classe rainha. Contudo, Dovizioso seria diretamente beneficiado se a punição afetasse também aos pilotos, já que teria avançado para a vice-liderança da MotoGP na data na aplicação da pena. E a posição final no campeonato rende um bônus financeiro importante ao piloto.

Andrea Dovizioso não quis falar sobre a possibilidade de entrar na justiça contra a Ducati (Foto: Ducati)

LEIA TAMBÉM:
Rins oscila, demora a engrenar e perde chance única de ser campeão em 2020
Ofuscado em 2019, Morbidelli vira jogo e chega ao fim de 2020 melhor que Quartararo

Semana passada, falando ao jornal italiano La Gazzetta dello Sport, Simone Battistella, agente de Dovizioso, manifestou o descontentamento de Andrea, já que eles acreditam que a Ducati liderou a iniciativa de não apresentar recurso.

“Se for verdade que a proposta partiu da Ducati, seria uma situação profundamente embaraçosa”, disse Battistella. “Nem Andrea e nem eu fomos informados da proposta e, uma vez que a sentença foi anunciada no fim da noite e com só uma hora disponível para apresentar recurso, isso comprometeu a habilidade de Andrea de apresentar um protesto”, explicou.

“Mas, ainda por cima, isso tem consequências importantes em termos de classificação e economia”, frisou.

Questionado sobre a possibilidade de uma ação de Dovizioso nos tribunais, Simone respondeu: “Nós estamos tentando decidir o que fazer caso a situação seja essa”.

Falando à imprensa durante o fim de semana do GP da Comunidade Valenciana, Andrea reiterou a estranheza com a punição aplicada.

“Acho que a situação foi muito estranha. Muito, muito estranha”, disse Dovizioso. “Se foi ilegal, todo mundo que faz algo ilegal é punido. Mas eu não estava na reunião. Não sei exatamente todas as coisas, onde estão e o que disseram”, seguiu.

“Não conheço todos os detalhes, então não quero falar muito a respeito, mas, com certeza, é estranho”, sublinhou. “Nós realmente gostaríamos de entender um pouco mais os detalhes, pois se fizeram algo ilegal, acho que não é normal o que aconteceu”, opinou.

Andrea, porém, evitou comentar os rumores de que planeja processar a Ducati. “Se eu disser alguma coisa, o meu agente me mata! Então, não tenho nenhuma resposta. Veremos”.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube