MotoGP

Dovizioso supera Miller por 0s009 e puxa 1-2 da Ducati no segundo treino na Argentina. Márquez é oitavo

A Ducati virou o jogo na segunda sessão de treinos livres em Termas de Río Hondo e garantiu uma dobradinha no topo da tabela de tempos. Com 1min39s181, Andrea Dovizioso ficou com a liderança, 0s009 melhor que Jack Miller, o segundo colocado. Maverick Viñales ficou com o terceiro posto, com Marc Márquez aparecendo apenas em oitavo, 0s316 mais lento

Grande Prêmio / JULIANA TESSER, de São Paulo
A Ducati parece ter encontrado o caminho das pedras na Argentina. Depois de um primeiro treino mais apagado, a casa de Bolonha reagiu na tarde desta sexta-feira (29) e viu Andrea Dovizioso liderar uma dobradinha com Jack Miller.
 
Líder da primeira atividade do dia, Marc Márquez passou a maior parte dos 45 minutos da sessão no topo da folha de tempos, mas o terço final da atividade embaralhou a tabela. Na 19º das 21 voltas que completou nesta tarde, Dovizioso anotou 1min39s181 e assegurou a ponta com apenas 0s009 de margem para Jack Miller.
 
Maverick Viñales também vinha em uma sessão discreta, mas o subiu o passo no final e conseguiu o terceiro posto, 0s164 atrás de Andrea. Cal Crutchlow aparece como melhor Honda, em quarto.
Andrea Dovizioso (Foto: Reprodução)
Depois de mostrar boa forma no Catar, Fabio Quartararo voltou a mostrar velocidade nesta sexta-feira e ficou com o quinto posto, só 0s084 melhor que Valentino Rossi, o sexto. Álex Rins vem na sequência.
 
Sem conseguir melhorar em suas voltas finais, Márquez ficou em oitavo, 0s316 mais lento que o líder. Franco Morbidelli vem em seguida, com Takaaki Nakagami completando um top-10 coberto por só 0s322.
 
Titular da Ducati, Danilo Petrucci foi só 13º, logo à frente dos estreantes Francesco Bagnaia e Joan Mir. Em recuperação de lesões, Jorge Lorenzo foi o 21º e foi o último no mesmo segundo do ponteiro.

Resultado de imagem para emoji microfonePaddockast #12: Quem sobrevive a 'Drive to Survive'?



Resultado de imagem para icon itunes Ouça pelo iTunes 
Resultado de imagem para icon spotify Ouça pelo Spotify


Saiba como foi o segundo treino da MotoGP em Termas de Río Hondo:
 
Tal qual aconteceu mais cedo, o segundo treino da MotoGP na Argentina começou com o céu nublado. Quando os pilotos voltaram para a pista, os termômetros marcavam 25°C, com o asfalto chegando a 33°C. A velocidade do vento era de 5 km/h.
 
Líder da primeira sessão do dia, Marc Márquez logo se instalou na ponta da tabela, 0s108 melhor que Jack Miller, o segundo colocado. Andrea Dovizioso tinha o terceiro tempo.
 
Ainda nos primeiros minutos da sessão, Pol Espargaró tomou um susto com sua RC16 na curva 5, mas logo conseguiu voltar para a pista depois de passar pela área de escape.
 
Pouco depois, foi Miller quem sofreu um revés. O australiano vinha baixando suas marcas rodando colado em Valentino Rossi, mas, pouco depois de passar o italiano, o #43 escorregou na curva 13 e caiu.
 
Enquanto isso, Márquez seguiu baixando suas marcas até chegar em 1min39s497. O #93, então, partiu para os boxes com 0s423 de margem para Miller, com Crutchlow, Dovizioso, Nakagami, Petrucci, Morbidelli, Abraham, Viñales e Rins completando o top-10.
 

De volta à pista, Rins baixou para 1min40s300 e avançou para a oitava colocação, 0s803 mais lento que Márquez. Mais atrás, Iannone melhorou para ocupar a 11ª posição.

Álex seguiu na batida de melhora e saltou para o terceiro posto, reduzindo para 0s606 o atraso em relação ao líder Márquez. 0s017 atrás, Crutchlow tinha o quarto tempo, seguido por Dovizioso.
 
Assim como aconteceu mais cedo, Morbidelli vinha como a melhor Yamaha, mas tinha o oitavo tempo. Viñales era décimo, com Quartararo em 15º e Rossi em 16º.
 
Com pouco mais de 13 minutos para o fim da sessão, Rossi aproveitou sua 15ª volta para chegar a 1min40s183 e assumir o sexto posto, 0s686 mais lento que Márquez. O italiano tinha um par de pneus médios usados na M1. 
 
Instantes depois, Joan Mir saltou para o quarto posto, 0s594 atrás de Márquez. Viñales, aliás, fez o mesmo e se instalou na terceira colocação, 0s501 atrás do ponteiro.
 
De volta à pista após uma última rodada de paradas, Crutchlow foi a 1min39s346 e assumiu a ponta, superando Márquez por 0s151. Morbidelli pulou para terceiro, seguido por Rins, Petrucci e Iannone.
 
Rossi melhorou em seguida e pulou para a terceira colocação, mas caiu um posto na sequência, já que Miller tomou a ponta.
 
Com 1min39s181, Dovizioso colocou o time de fábrica da Ducati na ponta, abrindo apenas 0s009 de margem para Miller. Crutchlow, Quartararo e Rossi vinham na sequência.
 
Já no minuto final da sessão, Viñales foi a 1min39s345 e assumiu a terceira colocação, 0s164 mais lento que Dovizioso.
 
Com a bandeira quadriculada tremulando em Termas de Río Hondo, ninguém conseguiu tomar a liderança de Dovizioso, que formou uma dobradinha da Ducati com Miller.

MotoGP 2019, GP da Argentina, Termas de Río Hondo, treino livre 2:

1 A DOVIZIOSO Ducati 1:39.181  
2 J MILLER Pramac Ducati 1:39.190 +0.009
3 M VIÑALES Yamaha 1:39.345 +0.164
4 C CRUTCHLOW LCR Honda 1:39.346 +0.165
5 F QUARTARARO SIC Yamaha 1:39.357 +0.176
6 V ROSSI Yamaha 1:39.441 +0.260
7 A RINS Suzuki 1:39.451 +0.270
8 M MÁRQUEZ Honda 1:39.497 +0.316
9 F MORBIDELLI SIC Yamaha 1:39.503 +0.322
10 T NAKAGAMI LCR Honda 1:39.629 +0.448
11 A IANNONE Aprilia Gresini 1:39.654 +0.473
12 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:39.697 +0.516
13 D PETRUCCI Ducati 1:39.740 +0.559
14 F BAGNAIA Pramac Ducati 1:39.799 +0.618
15 J MIR Suzuki 1:39.946 +0.765
16 P ESPARGARÓ KTM 1:39.951 +0.770
17 J ZARCO KTM 1:39.956 +0.775
18 K ABRAHAM Avintia Ducati 1:39.995 +0.814
19 M OLIVEIRA Tech3 KTM 1:40.006 +0.825
20 T RABAT Avintia Ducati 1:40.110 +0.929
21 J LORENZO Honda 1:40.159 +0.978
22 H SYAHRIN Tech3 KTM 1:40.752 +1.571