Ducati diz que Dovizioso foi importante, mas “histórias são destinadas a acabar”

Gigi Dall’Igna não quis entrar em detalhes ao responder as criticas do italiano, mas lamentou que o assunto tenha sido tratado pela imprensa

Chefe da Ducati Corse, a divisão esportiva da marca de Bolonha, Gigi Dall’Igna filosofou que a história de Andrea Dovizioso com a equipe estava destinada a acabar. O dirigente lamentou, porém, que o italiano tinha feito críticas à gestão pela imprensa.

Na semana passada, em entrevista ao jornal italiano La Gazzetta dello Sport, Dovizioso reclamou de falta de transparência da Ducati, já que soube apenas de última hora que não teria espaço no time para 2021. Além disso, o piloto conhecido pelo número 4 revelou que quase não falava com Dall’Igna e acabou isolado na equipe após a contratação de Jorge Lorenzo.

MotoGP 2020 Espanha Jerez Quarta Ducati Davide Tardozzi Luigi Dall'Igna Daniele Romagnoli
Luigi Dall’Igna (centro) evitou comentar em detalhes as críticas de Andrea Dovizioso (Foto: Ducati)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Segundo o piloto, o relacionamento com Dall’Igna praticamente acabou após uma reunião técnica em 2019.

“Gigi declarou que entendeu que estava acabado pela reunião de 2019, entre Sachsenring e Áustria. Aquela deveria ter sido uma reunião técnica. Nós tínhamos ideias diferentes, houve um atrito e nós queríamos falar com todos os engenheiros”, contou Andrea. “Começou como uma reunião técnica, mas terminou como um confronto entre nós dois. Gigi se sentiu atacado, derrotado”, indicou.

“Naquele momento, acho que ele fechou as portas, mas fez isso em silêncio. E o que ele diz confirma isso”, declarou. “Disseram que eu queria isso e aquilo. Tudo mentira. Nunca houve uma oferta, não houve negociação. Eu só não sabia ainda que não me queriam mais. Mas o que eles disseram foi a confirmação de que, para Dall’Igna, estava acabado depois daquela reunião de 2019”, completou.

Questionado pelo site da emissora italiana SkySports sobre a declaração de Dovizioso, Dall’Igna respondeu: “Nós avaliamos a entrevista de Dovizioso. Foi uma relação muito longa, a maior da história da Ducati, mas não acho que a imprensa seja o lugar correto para falar sobre isso”.

“Demos nosso melhor para conquistar os melhores resultados possíveis. Histórias terminam entre profissionais. Lamento quando um piloto faz criticas como essas. Tenho muitos colaboradores para lidar quando tomo certas decisões. Andrea foi um colaborador importante, mas histórias são destinadas a terminar”, concluiu.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube