Em dia de novidades, Rossi vê Yamaha mais fácil de guiar: “Mais importante do que nova carenagem foi chassi diferente”

Valentino Rossi elogiou as novidades trazidas pela Yamaha para 2017, mas colocou o chassi à frente da carenagem que apresentou uma solução para o veto às asas aerodinâmicas

 

Valentino Rossi fez uma avaliação positiva das novidades trazidas pela Yamaha para o teste coletivo de Sepang. Nesta terça-feira (31), a casa de Iwata se destacou por apresentar uma solução para o fim das asas aerodinâmicas, que foram vetadas para 2017 sob a justificativa de segurança.

 
Na nova carenagem apresentada na Malásia, que tinha sido testada na segunda-feira por Kohta Nozane, piloto de testes da marca, o novo design traz uma segunda camada nas laterais da moto, com as asas construídas entre essas duas folhas para permitir a passagem do ar.
Valentino Rossi testou uma nova carenagem nesta terça-feira (Foto: Yamaha)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Falando à imprensa após os treinos desta terça, Rossi comentou as novidades trazidas pela Yamaha e avaliou que, mais importante do que a nova carenagem, foi o novo chassi desenvolvido pelo time nipônico.
 
“Mais importante do que a nova carenagem foi o chassi diferente”, contou. “Foi bom, eu gostei. Nós ainda não decidimos, mas a primeira impressão foi positiva”, contou.
 
“É mais fácil de pilotar a moto. Nós tentamos ter uma moto mais fácil e, especialmente, colocar menos pressão nos pneus na segunda parte da corrida. Eu me senti bem. Amanhã vamos continuar fazendo uma comparação entre um chassi e outro e decidir”, afirmou.
 
Além disso, o #46 também fez uma avaliação positiva da terça-feira, quando fechou os trabalhos com o quarto tempo, 0s802 atrás de Andrea Iannone, o líder dos trabalhos.
 
“No fim, foi um bom dia, porque esta manhã nós perdemos muito tempo esperando pelas condições de pista”, disse Rossi. “Nós fizemos mais de 50 voltas. Tínhamos algumas coisas importantes para testar e mais ou menos tudo foi bem positivo. Meu ritmo foi bem bom e, no fim, fiz um ataque à tabela de tempos e fiquei na quarta colocação”, concluiu.

#GALERIA(6921)
ECCLESTONE FORA DA F1: DISCUSSÃO QUENTE NO PADDOCK GP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube