Quartararo tinha macacão “em ordem” em Barcelona, diz fabricante após análise inicial

O mistério sobre o macacão aberto de Fabio Quartararo no fim do GP da Catalunha vai seguir por mais alguns dias. Após uma investigação inicial da Alpinestars, fabricante do produto, nenhum problema foi identificado

Fabio Quartararo livrou-se do protetor durante a corrida (Vídeo: Reprodução/FOX Sports)

As últimas voltas do GP da Catalunha foram assustadoras para Fabio Quartararo, com o macacão do francês abrindo durante a disputa pela liderança e o forçando a jogar o protetor de peito no meio da pista. Após sofrer uma punição leve pelo incidente, o vestuário foi levado para análise da Alpinestars, a fabricante, mas nenhum problema foi identificado.

Apesar de infringir algumas regras de segurança, como estar com o protetor de peito bem apertado durante toda a corrida, Quartararo não foi desclassificado e ganhou apenas uma punição de 3 segundos, caindo de 4º para 6º na classificação final. Com calma, o francês admitiu que não sabia explicar o que tinha acontecido em Barcelona e parece que o mistério segue firme.

“Após a corrida da MotoGP, no circuito de Barcelona, o time de desenvolvimento da Alpinestars começou uma investigação sobre a integridade do macacão de Fabio Quartararo. Segundo uma análise inicial pós-corrida, no caminhão localizado no paddock, a equipe notou que o macacão estava em ordem, com todos os zíperes funcionando normalmente e devidamente presos”, disse a empresa ao site Crash.

Fabio Quartararo ficou quase sem roupa no fim da corrida (Foto: Reprodução/MotoGP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

“Além disso, todos os componentes do macacão, inclusive o sistema de airbag, estavam intactos e funcionando. Essa é apenas uma verificação inicial, que vai seguir sendo ivnestigada assim que o vestuário chegar ao laboratório da Alpinestars, passando por todos os testes e análises que vão explicar as causas do incidente durante a corrida”, seguiu.

A Alpinestars ainda pontuou que “o airbag não abriu durante a corrida, funcionando como esperando durante uma situação em que não há acidente”.

Depois do GP da Catalunha, Fabio tentou buscar explicações para o incidente, mas não conseguiu e apenas lamentou que tenha perdido tempo nas voltas finais por conta deste problema. Apesar da punição e de ficar fora do pódio em Barcelona, o piloto da Yamaha segue líder do campeonato, com 14 pontos de diferença para Johann Zarco.

“Não sei o que aconteceu. Só sei que, com cinco voltas para o fim, o macacão abriu completamente na curva um”, disse Fabio. “Tentei colocá-lo na posição normal outra vez, mas não consegui. Foi difícil pilotar, mas, infelizmente, acontece”, continuou.

MotoGP volta às pistas no próximo dia 20 de junho, para a disputa do GP da Alemanha, em Sachsenring, oitava etapa da temporada 2021. Acompanhe a cobertura do GRANDE PRÊMIO sobre o Mundial de Motovelocidade.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar