Bagnaia nega manobra arriscada com Marc Márquez em Portugal: “Incidente de corrida”

Francesco Bagnaia negou que tenha tentado uma manobra arriscada para recuperar a posição perdida para Marc Márquez no GP de Portugal. O italiano classificou o toque entre os dois como “incidente de corrida”

Pecco Bagnaia e Marc Márquez caíram a três voltas para o fim (Vídeo: MotoGP)

Francesco Bagnaia negou que tenha tentado uma manobra arriscada para tentar recuperar a posição perdida no GP de Portugal de domingo (24). O espanhol considerou o toque entre os dois um “incidente de corrida” e defendeu: “temos de seguir em frente”.

Faltando três voltas para o fim da corrida em Portimão, os dois duelavam pela quinta colocação. Márquez mergulhou na curva 5 e passou, mas escapou da trajetória. Pecco tentou aproveitar para recuperar o posto, mas tampouco manteve a linha fechadinha. Os dois se tocaram e caíram. Bagnaia abandonou, mas Marc ainda voltou para a pista para receber a bandeirada em 16º.

Relacionadas


O Painel de Comissários da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) revisou o lance, mas considerou que foi um incidente de corrida e não aplicou punições.

Questionado se a tentativa de ultrapassar Marc Márquez foi arriscada, Bagnaia respondeu: “Quando ele me ultrapassou, ele escapou. Quando um cara que está na sua frente, com quem você está lutando, escapa? O que você quer fazer? Ultrapassá-lo outra vez para somar mais pontos? Do meu lado, não foi arriscada”.

Francesco Bagnaia e Marc Márquez caíram após toque na curva 5 (Foto: Reprodução/MotoGP)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Quando Marc chegou, ele tentou ultrapassar. Ele escapou. Tentei cruzar a linha. Ele cruzou a linha dele. E nós colidimos”, relatou. “É algo que me deixa irritado, mas é normal. É um incidente de corrida. Temos de seguir em frente”, defendeu.

“Fico irritado, pois terminei com zero pontos. Ano passado, na segunda corrida, fiz a mesma coisa: terminei com zero pontos por causa da um erro meu. Este ano, por causa de um incidente de corrida”, recordou. “Sabemos que ainda restam 38 corridas, o campeonato é muito longo. Esperava ser mais [consistente] e não somar zero pontos na segunda corrida”, seguiu.

Pecco contou que, antes da largada, estava confiante em um bom desempenho no GP de Portugal, mas logo percebeu que não era rápido o bastante para acompanhar os ponteiros.

“Estava confiante antes da largada. A minha sensação era boa. Me sentia melhor com a aderência”, contou. “Estava pesando em atacar e ter um bom controle dos meus pneus. Mas, assim que larguei, estava encrencado. Esperava ser rápido. Os caras na frente eram rápidos de mais para mim. Tentei evitar tudo e controlar os pneus, mas foi difícil”, assumiu.

“Quando Pedro Acosta chegou, ele era rápido demais. Ele tinha um ritmo muito rápido, muita velocidade”, apontou.

Ainda, Bagnaia detalhou as dificuldades que sentiu ao longo da disputa em Portimão.

“Eu estava sofrendo atrás dos caras da ponta para manter a linha fechada com a mesma quantidade de aderência. Eles eram muito rápidos na curva 5. Eu ganhava em outra parte. Mas, na curva 4, eles ganhavam 0s2 a cada aceleração. E, na 5, eu perdia 0s2 a cada volta”, contou. “Era difícil entender. Eu tentei fazer linhas diferentes, ter a mesma velocidade de curva que eles. Mas eu estava sempre saindo da trajetória. Precisamos entender isso”, frisou.

Por fim, Pecco contou que, tal qual Jorge Martín vem se queixando desde o início da temporada, sofreu com vibrações na Desmosedici.

“Hoje eu tive vibrações. Começou na volta 7. Não esperávamos”, completou.

MotoGP volta à pista entre os dias 12 e 14 de abril, para o GP das Américas, em Austin, terceira etapa do campeonato de 2024. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.