Incêndio destrói autódromo de Termas de Río Hondo, casa da MotoGP na Argentina

O autódromo de Termas de Río Hondo, localizado a 78 km de Santiago del Estero e distante 1.124 km de Buenos Aires, foi consumido pelo fogo na noite da última sexta-feira. Bombeiros que trabalham no local reportaram a dimensão da destruição: “É um desastre”

O esporte a motor argentino sofre enorme baque desde o fim da noite da última sexta-feira (5). Um incêndio de grandes proporções atingiu o autódromo de Termas de Río Hondo, palco da MotoGP na Argentina, localizado a 78 km de Santiago del Estero e a 1.124 km da capital, Buenos Aires. O fogo consumiu por completo a estrutura dos boxes e os andares acima, dentre os quais fazia parte os camarotes, sala de imprensa, cabines de transmissão e a área VIP do autódromo. Segundo informa o diário local La Nación, não há vítimas.

Os danos materiais são reportados como milionários e incalculáveis. Os bombeiros chamados para tentar debelar o incêndio dão conta de um grande desastre. O objetivo das guarnições que atuam na operação foi evitar que o fogo consumisse o museu, onde vários carros e motos históricos estão expostos.

TERMAS DE RÍO HONDO; ARGENTINA; MOTOGP;
A imagem dá a dimensão da destruição das estruturas em Termas de Río Hondo (Foto: Divulgação)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

O incêndio começou, de acordo com os primeiros relatos dos bombeiros, quando estruturas estavam sendo soldadas no terraço. Entretanto, o vento espalhou fagulhas que se transformaram em chamas e, sem controle, se estenderam para a área de controle e os boxes. Uma ampla investigação será realizada para concluir o que de fato causou o princípio do fogo no local.

O relato de um bombeiro que trabalhou para tentar conter o fogo mostra a dimensão do caos e a tristeza por se deparar com o cenário de tragédia. “Estamos trabalhando para salvar o museu, o resto foi queimado, tudo se consumiu, dá vontade de chorar de desespero”.

Na manhã deste sábado, Héctor ‘Toti’ Farina, diretor do autódromo de Termas de Río Hondo, atualizou as informações sobre o que foi destruído das estruturas do local.

“Infelizmente, todo o prédio dos boxes foi destruído pelo incêndio que aconteceu nas últimas horas no autódromo, setor esse que incluiu também salas de imprensa e salas VIP. Tanto o museu, como a torre de controle, que se encontram nas extremidades, junto de outros escritórios, mini hospital, não sofreram danos consideráveis”, escreveu.

TERMAS DE RÍO HONDO; ARGENTINA; MOTOGP;
Vista aérea de Termas de Río Hondo, com o fogo a consumir os boxes do autódromo (Foto: Divulgação)

“O museu será reaberto ao público nos próximos dias. O autódromo possui seguro contra incêndio, por isso o problema dos danos econômicos está coberto nesse sentido, mas certamente vai levar tempo para voltar a reconstruir essa importante área necessária para as competições nacionais e internacionais. Graças a Deus, não foi preciso lamentar por vítimas, e queremos agradecer a todos os que colaboraram nesses momentos de muito perigo em razão do vento. Muito obrigado às diferentes guarnições de bombeiros, aos efetivos policiais, funcionários do município, trabalhadores do autódromo, que fizeram de tudo para evitar mais danos”, declarou Farina.

O diretor confia que seja possível realizar o GP da Argentina de MotoGP ainda em 2021. “Vamos trabalhar a partir de agora para fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para cumprir com os calendários previstos, inclusive o GP de Moto em novembro”, concluiu.

Palco do Mundial de Motovelocidade desde 2014 e também destino tradicional de categorias argentinas, como o Súper TC2000 e o Turismo Carretera, o autódromo de Termas de Río Hondo passou por ampla reforma em 2012 e figura como o mais moderno no país vizinho.

TERMAS DE RÍO HONDO; INCÊNDIO; ARGENTINA; MOTOGP;
Imagem da destruição dos boxes na manhã deste sábado (Foto: Divulgação)

A MotoGP, que não correu no ano passado na Argentina em razão dos efeitos da pandemia, definiu recentemente a revisão do seu calendário para 2021. E Termas de Río Hondo, que estava escalada para originalmente receber o Mundial em 11 de abril, teve seu evento adiado e sem ainda previsão de uma nova data na programação.

O cenário de destruição no autódromo em Santiago del Estero coloca ainda mais em xeque a situação da Argentina como uma das sedes do Mundial de MotoGP em um futuro próximo.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube