Mir vê primeiro teste “positivo e produtivo” e destaca pintura “diferente” da Honda

Joan Mir destacou uma pequena evolução da Honda nos primeiros testes e ainda ressaltou a mudança na pintura feita pela montadora japonesa na temporada 2024 da MotoGP

A Honda aproveitou a terça-feira (13) de Carnaval para exibir ao mundo a nova pintura da RC213V. A marca japonesa mostrou como ficou a moto depois de diminuir o tamanho do principal patrocinador na carenagem para 2024. Joan Mir, por exemplo, espera melhores resultados após sofrer muito no campeonato passado da MotoGP.

Mir vai para a segunda temporada com equipe de fábrica da Honda. Em 2023, o espanhol sofreu muito com a instabilidade do equipamento e caiu muitas vezes, inclusive tendo lesões ao longo do certame. Por conta disso, passou longe do desempenho esperado e conseguiu apenas um top-5 durante o ano.

Para 2024, Mir espera ajudar a colocar a gigante japonesa de volta nos eixos, já que a Honda fechou o campeonato anterior na última colocação do Mundial de Construtores, algo que a beneficiou na mudança da regra das concessões.

“É incrível ser parte de um time com tanta história e sucesso na MotoGP, estou empolgado para começar essa temporada com a Honda como estava na última. Esses lançamentos são legais, especialmente por podemos ver o que todo mundo pensa do novo desenho, acho que as cores deste ano são bem diferentes e únicas da equipe”, afirmou.

Joan Mir vai para a segunda temporada na marca japonesa (Foto: Honda)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Tivemos uma primeira prova muito positiva da moto e cinco dias produtivos em Sepang. Agora, estamos de olho nos testes do Catar e na primeira corrida. Ano passado me ensinou muito e estou pronto para colocar tudo em prática neste campeonato com a Honda, para voltar a onde sei que posso chegar”, completou.

Depois de 11 temporadas, a Honda se vê sem Marc Márquez, que rompeu o contrato um ano antes do previsto e vai correr pela Gresini. Como substituto, a equipe escolheu Luca Marini, que deixou a VR46 para formar par com Joan Mir.

Pelo que se viu no teste de Sepang, a montadora trabalhou bem no inverno, mas ainda não deu o salto necessário para retomar o protagonismo. Ainda assim, é um ano para fazer mais do que em 2023 e, quem sabe, tentar recuperar o maior ativo para o próximo campeonato: Marc Márquez.

MotoGP retoma as atividades entre os dias 19 e 20 de fevereiro em Lusail, no Catar, para concluir a pré-temporada. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.