Martín revela que começou a sofrer com desidratação a 8 voltas do fim do GP da Índia

Jorge Martín terminou a corrida em Buddh esgotado e precisou de atendimento médico ainda no parque fechado da MotoGP. Apesar do susto, espanhol celebrou a aproximação com Francesco Bagnaia na classificação do Mundial de Pilotos

Jorge Martín passou mal após o duro GP da Índia (Vídeo: MotoGP)

Jorge Martín revelou que começou a sentir os efeitos da desidratação quando faltavam oito voltas para o fim do GP da Índia de domingo (24). Espanhol reconheceu que foi “realmente difícil” terminar a corrida em Buddh, mas celebrou o resultado que permitiu uma grande aproximação a Francesco Bagnaia na liderança do Mundial de Pilotos.

Ao longo de todo o fim de semana, as temperaturas na Índia foram alvo de preocupação, o que resultou, inclusive, na redução do número de voltas. Ainda assim, nem todos escaparam de problemas.

Jorge Martín afirmou que desidratação permitiu aproximação de Fabio Quartararo (Foto: Divulgação/MotoGP)

Relacionadas


▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Martín seguiu direto para os boxes da Pramac após receber a bandeirada em segundo lugar e chegou pedindo água. Depois de receber o auxílio dos mecânicos, o espanhol seguiu amparado para o parque fechado, onde foi atendido pelo Dr. Ángel Charte, diretor-médico da MotoGP.

Após o pódio, Martín seguiu para o centro médico para ser examinado e, por isso, não atendeu à imprensa. Ainda assim, a Pramac repassou uma mensagem de áudio aos profissionais, onde Jorge comentou o que aconteceu.

“Acredite quando digo que dei 100% de mim”, disse Martín. “Eu estava desidratado com oito voltas para o fim. Foi realmente difícil terminar a corrida, ainda que tenha conseguido manter um bom ritmo”, seguiu.

Jorge explicou que escapou da pista na reta final da corrida em consequência da desidratação, o que permitiu o ataque de Fabio Quartararo.

“Na última volta, cometi um grande erro por causa da desidratação e escapei da pista, então Fabio me passou. Mas eu consegui ultrapassar de volta. Então estou muito feliz por esta segunda posição”, comemorou.

Com a boa fase que vem atravessando e o abandono de Bagnaia em Buddh, o espanhol de Madri agora tem só 13 pontos de atraso para o líder do campeonato.

“Me sinto super, super feliz pela equipe por termos recuperado pontos no campeonato”, comentou. “Temos de manter a mesma mentalidade com que viemos para cá para tentar vencer, tentar ser competitivo em todos os treinos. É assim que vamos diminuindo o atraso”, completou.

MotoGP retoma as atividades no fim de semana do dia 1º de outubro, com o GP do Japão, a ser disputado em Motegi. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade.

Morbidelli cai para cima com acerto com Pramac para temporada 2024 da MotoGP
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.