Bezzecchi brilha e vence primeiro GP da Índia da MotoGP. Bagnaia cai e abandona

Bastou uma brecha de Jorge Martín para Marco Bezzecchi reassumir a ponta do GP da Índia e não sair mais de lá. O italiano fez corrida cerebral para vencer com louvor em Buddh. Francesco Bagnaia caiu sozinho e abandonou

O GP da Índia foi dominado por Marco Bezzecchi de ponta a ponta. Sem ter piedade, o italiano da VR46 sumiu na frente do pelotão e venceu em Buddh, entrando novamente na briga pelo campeonato, especialmente após a queda de Francesco Bagnaia.

Jorge Martín, outro postulante ao título, foi o segundo colocado mesmo depois de cometer diversos erros ao longo das 21 voltas e se mantém vice-líder do campeonato. Fabio Quartararo, em prova consistente, ficou na terceira posição e voltou ao pódio em 2023.

Relacionadas


:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente:Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Marco Bezzecchi venceu o GP da Índia (Foto: VR46)

Brad Binder foi o quarto colocado, com Joan Mir voltando a pontuar em quinto lugar. Johann Zarco, Franco Morbidelli, Maverick Viñales, Marc Márquez e Raúl Fernández completaram o top-10 na Índia.

Líder do campeonato, Pecco Bagnaia caiu a 7 voltas para o fim, quando ocupava a segunda posição na corrida. Com o erro, o piloto da Ducati vê a diferença para os rivais caírem – Martín está a 13 pontos, Bezzecchi está 31 atrás.

MotoGP retoma as atividades no fim de semana do dia 1 de outubro, com o GP do Japão. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das classes menores Moto2 e Moto3.

Saiba como foi o GP da Índia de MotoGP:

MotoGP encontrou temperaturas elevadas para a corrida em Buddh neste domingo. Quando os pilotos começaram a formar o grid, a temperatura era de 33°C, com o asfalto chegando a 39°C. A umidade relativa do ar estava em 65%, com o vento soprando no sentido sul a 1 km/h.

Ausências confirmadas para a corrida indiana eram as de Luca Marini e Álex Márquez. O italiano fraturou a clavícula após queda na sprint de ontem, enquanto o espanhol fraturou três costelas na classificação e também não participará do GP do Japão na semana que vem.

Os pilotos foram quase unânimes na escolha dos pneus dianteiros: a maioria calçou os médios, só Francesco Bagnaia e Franco Morbidelli com os duros. Na traseira, só Jorge Martín vestia os médios, o restante estava com macios.

Quando as luzes apagaram, Jorge Martín partiu bem e assumiu a ponta. Francesco Bagnaia e Marco Bezzecchi seguiam atrás, enquanto Marc Márquez ultrapassava Joan Mir. Isso até Fabio Quartararo ultrapassar a dupla da Honda e tomar o quarto lugar.

A largada do GP da Índia foi tranquila (Vídeo: MotoGP)

A largada foi limpa, o que é algo bastante positivo já que as categorias menores foram bem acidentadas — sobretudo na primeira curva. À frente, Martín espalhou e Bezzecchi assumiu a ponta, com Bagnaia logo atrás. O #89 caiu para terceiro. Marc havia recuperado o quarto lugar, deixando Quartararo em quinto. Mir era sexto.

A KTM fazia um fim de semana extremamente apagado, apenas Pol Espargaró estava no top-10 — e Jack Miller era último colocado!

Bezzecchi ultrapassou Bagnaia no fim da primeira volta e tomou a ponta (Vídeo: MotoGP)

O top-4 estava menos de 1s distante a 19 voltas do fim. Mas isso logo mudou no giro seguinte: Bezzecchi dava seu máximo com a GP22 e colocava já 1s1 de vantagem sobre Bagnaia, que tinha de se preocupar com Martín.

O espanhol tentou segundos depois e quase tocou Pecco. Foi para cima mais uma vez e conseguiu. Martín estava em segundo, e o #1 já tinha Márquez bem próximo. Mas o hexacampeão da classe rainha, sozinho, caiu! Uma grande chance desperdiçada para o piloto de Cervera, já que a RC213V se entendeu bem com o circuito de Buddh. Ele, no entanto, retornou à prova.

Bezzecchi seguia a mais de 3s longe de Martín. Bagnaia ainda estava próximo do espanhol da Pramac, enquanto ‘El Diablo’ tentava se aproximar do campeão vigente.

Martín forçou a passagem no fim da reta oposta e passou Bagnaia (Vídeo: MotoGP)

Aleix Espargaró apresentou problemas com sua RS-GP e acabou abandonando a corrida. Maverick Viñales era 10º, até então.

A sete voltas para o fim, Bagnaia caiu! Sozinho, o italiano escapou da pista e também abandonou. Se Martín terminasse em segundo, a vantagem de Pecco cai de 31 para 13 pontos na liderança do campeonato.

A situação seguia caótica com os ponteiros: o macacão de Martín abriu, o que pode gerar alguma punição. Ele conseguiu fechar, mas não completamente. Até aquele momento, a direção de prova não havia se manifestado.

O ótimo duelo entre Martín e Quartararo na última volta (Vídeo: MotoGP)

Bezzecchi seguia tranquilo na liderança e consciente para triunfar. Agora, Martín foi extremamente pressionado por Quartararo! O francês ameaçou o bote após uma escapa do espanhol que, no entanto, conseguiu segurar o segundo lugar. Ainda assim, ótimo resultado para o piloto de Nice, que completa o pódio.

Após a corrida, Martín foi visto passando mal no parque fechado. Ele quase desmaiou assim que parou a moto e até recebeu atendimento médico, quase sem conseguir se levantar. Ainda assim, conseguiu receber o troféu na comemoração do pódio.

MotoGP 2023, GP da Índia, Buddh, Corrida:

1M BEZZECCHIVR4636:59.15721 voltas
2J MARTÍNPramac Ducati+8.649 
3F QUARTARAROYamaha+8.855 
4B BINDERKTM+12.643 
5J MIRHonda+13.214 
6J ZARCOPramac Ducati+14.673 
7F MORBIDELLIYamaha+16.946 
8M VIÑALESAprilia+17.191 
9M MÁRQUEZHonda+19.118 
10R FERNÁNDEZRNF APRILIA+26.504 
11T NAKAGAMILCR Honda+28.521 
12M OLIVEIRARNF APRILIA+29.088 
13P ESPARGARÓGasGas+29.728 
14J MILLERKTM+31.324 
15S BRADLLCR Honda+35.782 
16M PIRRODucati+49.242 
17F DI GIANNANTONIOGresini DucatiNC 
18F BAGNAIADucatiNC 
19A ESPARGARÓApriliaNC 
20A FERNÁNDEZGasGasNC 
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.