KTM define demissões sem avisar Petrucci e Lecuona, e Tech3 reclama

A cúpula da KTM tinha dito que se reuniria no domingo, após o GP da Estíria, para definir a dupla titular da Tech3 em 2022. Neste sábado (7), porém, os austríacos comunicaram à imprensa a contratação de Raúl Fernández antes de conversar com Danilo Petrucci e Iker Lecuona

Valentino Rossi vai deixar a MotoGP no fim de 2021 (Vídeo: MotoGP)

A KTM queimou feio a largada neste sábado (7). Depois de dizer até para a imprensa que definiria a dupla da Tech3 apenas após o encerramento do GP da Estíria, os austríacos surpreenderam ao comunicar a contratação de Raúl Fernández para formar par com Remy Gardner em 2022 ainda durante o TL4. O problema é que Danilo Petrucci e Iker Lecuona, atuais titulares da equipe francesa, não sido informados da decisão.

A saída dos titulares não é exatamente uma surpresa. Além da performance abaixo da esperada exibida pelos dois na primeira metade da temporada, a casa de Mattighofen viu o vínculo com Raúl ameaçado por Aprilia e Yamaha, que ainda têm vagas em aberto para o próximo ano.

Iker Lecuona lamentou maneira como saída foi comuniada (Foto: KTM)

LEIA TAMBÉM
Aos 42, Rossi decide por aposentadoria e encerra história na MotoGP em 2021
Maior da história ou não, Rossi teve impacto transformador e popularizou MotoGP
Ídolo, referência e lenda: mundo do esporte a motor reage à aposentadoria de Rossi
Obrigada, Vale

No caso da casa de Noale, Maverick Viñales é agora o candidato mais forte, mas os italianos também exploraram opções mais jovens. A Yamaha, por sua vez, tem duas vagas para ocupar: a do Top Gun, que pediu para sair antes do fim do contrato, e a de Valentino Rossi, que vai se aposentar ao fim do ano.

Para não perder uma de suas jovens apostas, a marca cuja divisão esportiva é comandada por Pit Beirer precisou agir rápido para prender Raúl, mas acabou contrariando Petrucci e Lecuona pela maneira como comunicou essa dispensa.

“Não sei o que dizer. Quase desde o início da temporada se falava dessa possibilidade. Durante o verão, já tinha claro que o assunto estava feito. Fui assimilando a ideia”, disse Lecuona. “Sinceramente, não me parece correta a forma como eles anunciaram. Se a minha entrevista atrasou hoje foi porque tivemos uma reunião para que nos explicassem a situação. Acho que o certo seria dizerem para mim e para Danilo o que eles pensavam em fazer antes de iniciar o GP. No fim, eles têm as razões deles, então não vou dizer nada”, seguiu.

Tradicionalmente sincerão, Petrucci também deu sua versão dos fatos, mas afirmou que não ficou surpreso, pois entendeu que seria dispensando quando passou a ter suas ligações não atendidas.

“Não fiquei surpreso. Eu esperava por isso. Quando alguém não atende a sua ligação, é sinal de que o seu contrato não será renovado… Mas, pelo menos, poderiam [ter comunicado antes] por educação. E eu diria que eles podiam esperar pelo menos mais algumas horas”, disse Petrucci. “Foi muito engraçado ver que eles agiram como se nada estivesse decidido. Quando, na realidade, estava tudo muito claro. Estou muito mais surpreso com o comportamento de alguns, mas não vou citar nomes”, contou.

Petrucci, porém, ainda procurou espaço para fazer graça: “Vou continuar sendo um cliente deles no futuro”.

Chefe da Tech3, Hervé Poncharal elogiou Remy Gardner e Raúl Fernández na temporada da Moto2 e comemorou o novo line-up, mas se mostrou contrariado pela maneira como as coisas aconteceram. Mais cedo, em entrevista ao feed internacional da MotoGP, Pit Beirer, diretor-esportivo da KTM, tinha dito que a decisão seria tomada apenas no domingo.

“Vocês me conhecem. Eu sempre digo o que sinto, o que penso, não tem muito filtro entre o meu coração e a minha boca, então, claramente, como você pode imaginar, existem momentos para anunciarmos uma notícia tão grande e positiva como esta”, começou Poncharal em entrevista a Simon Crafar. “Como disse antes, vamos ficar aqui por duas semanas, sempre pensamos em tomar a nossa decisão na segunda semana. O plano era sentar no domingo e decidir. E, claro, informar aos nossos pilotos qual seria a situação para 2022”, continuou.

“Mas, como vocês podem imaginar, voltamos de uma longa pausa de inverno, algumas equipes não têm pilotos e, embora algumas decisões já tivessem sido tomadas, as pessoas ficaram pressionando mais e mais, acho que não é a situação ideal, mas… Eu lamento por ter de fazer isso desta forma, neste momento do fim de semana”, assumiu. “Danilo e Iker agora têm de fazer a classificação deles e, com certeza, havia momento melhor para isso”, completou.

O GRANDE PRÊMIO procurou a KTM para saber em qual momento Petrucci e Lecuona foram informados da dispensa, mas não obteve resposta até a conclusão deste texto.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar