KTM vê vantagem injusta da Honda ao escalar Bradl no lugar de Marc Márquez em 2020

Pit Beirer, chefe da equipe austríaca, afirmou que a escolha pelo alemão foi injusta, pois a marca japonesa teria o benefício de testes que apenas times com concessão recebem

A KTM não ficou satisfeita com a Honda ter escolhido o piloto de testes Stefan Bradl como substituto de Marc Márquez em 2020. Pit Beirer, chefe da equipe, afirmou que a adversária japonesa acabou tendo vantagem com o alemão.

A temporada passada reservou um golpe para a equipe da asa dourada. Com a fratura do hexacampeão ainda na primeira etapa do ano e que o afastou das demais corridas, foi preciso correr contra o tempo para ocupar a moto ao lado de Álex.

A Honda optou pela decisão caseira de chamar Bradl, que já cumpria a função de piloto de testes. Acontece que disputando todas as provas, ainda pode participar de sessões de treinos como a de Portimão. Michele Pirro da Ducati, Dani Pedrosa da KTM, Silvio Guintoli da Suzuki, Jorge Lorenzo da Yamaha, Lorenzo Salvadori, além da dupla da Aprilia, participaram das atividades.

A KTM criticou a Honda por colocar Bradl no lugar de Marc Márquez em 2020 (Foto: Repsol)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Stefan, pouco depois, alinhou no grid para a última corrida do calendário, cruzando a linha de chegada na sétima colocação, o melhor resultado do alemão nas 11 etapas em que participou. Portanto, Beirer fez questão de mostrar o descontentamento.

“A Honda certamente teve uma vantagem no ano passado graças ao piloto de teste Stefan Bradl. Como uma equipe campeã, teve oportunidades de teste que apenas uma equipe com concessões teria [a Aprilia, por exemplo, por não ter subido ao pódio]. Isso foi injusto com as outras montadoras”, disse o dirigente.

“É por isso que iremos discutir se no futuro, o piloto de testes pode substituir o piloto titular em, no máximo, três ou quatro vezes ao ano. Nossa abordagem não é diretamente contra Stefan, mas é sobre a igualdade de oportunidades”, concluiu o alemão.

O retorno de Marc ainda não está programado para 2021. O espanhol, que passou por três operações e um tratamento de infecção desde o acidente, está com a lesão evoluindo de forma satisfatória, mas ainda sem previsões.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube