Lowes herda ponta com queda de Dixon e vence GP da França de Moto2. Marini é 17º

O inglês desencantou na temporada e conquistou o primeiro triunfo não só de 2020, mas desde o GP de Aragão de 2016. Remy Gardner e Marco Bezzecchi completaram o pódio

Sam Lowes enfim conseguiu vencer na temporada 2020 da Moto2. Neste domingo (11), no GP da França, o piloto aproveitou uma queda de Jake Dixon, controlou o ritmo e alcançou o primeiro triunfo desde o GP de Aragão de 2016.

Com bom ritmo durante a prova, Marco Bezzecchi caminhava para um segundo lugar, mas acabou batido por Remy Gardner na última curva e teve de se contentar com o terceiro posto em Le Mans.

Raúl Fernández foi o quarto, com Thomas Lüthi completando o top-5. Joe Roberts foi sexto, com Fabio Di Giannantonio, Lorenzo Baldassari, Somkiat Chantra e Marcel Schrötter foram os dez primeiros colocados.

Sam Lowes não vencia desde o GP de Aragão de 2016 (Foto: Marc VDS)

Por outro lado, Luca Marini teve final de semana para esquecer em Le Mans. Líder da classificação, sofreu uma queda feia na sexta-feira, não fez uma boa largada e foi bastante discreto no domingo, cruzando a linha de chegada só em 17º.

O início da prova ainda foi marcado por uma cena curiosa. Roberts, que deveria largar da pole-position, teve problemas no grid e teve de ir aos boxes antes da saída. Entretanto, quando ia para o último posto o pelotão, a direção de prova autorizou o começo da corrida. O norte-americano ainda estava atrás do carro de segurança.

Com o resultado da corrida, Marini segue na primeira colocação, agora caindo para 15 pontos de vantagem para Bastianini, o segundo. Bezzecchi segue na terceira posição, também cortando o atraso para apenas 20 pontos.

Saiba como foi o GP da França de Moto2:

A chuva que adiou o início da corrida da MotoGP parou ainda durante a prova anterior, o que formou um trilho seco para a Moto2. O céu, porém, seguia nublado, com a temperatura em 13°C e o asfalto em 15°C. A velocidade do vento era de 6 km/h.

Dono da pole, Joe Roberts teve um revés antes mesmo da largada e precisou sair do grid já que os mecânicos não conseguiam colocar o pneu traseiro na Kalex. O procedimento demorou tanto que o norte-americano precisou largar no fundo do pelotão.

No grid, todos os pilotos alinharam com slicks, já que um trilho seco bastante visível estava formado. Na hora da largada, Remy Gardner tomou a ponta, com Martín saltando para a segunda colocação. Metros adiante, porém, Vierge passou Jorge.

O estanho, porém, foi que a largada foi autorizada antes de Joe Roberts conseguir alinhar no grid. O norte-americano chegou na reta quando o carro de segurança já tinha saído do lugar, atrás do pelotão.

Na abertura da segunda volta, Vierge tomou a liderança, mas logo levou o troco de Gardner, com Lowes aproveitando para se instalar em segundo. Jorge Martín caiu para quarto, à frente de Dixon e Bezzecchi.

Metros adiante, Lowes tomou a liderança do filho de Wayne, que também perdeu o segundo posto para Vierge.

Na volta 3, Martín sofreu uma queda feia na curva 10, mas apesar do susto, não se machucou com seriedade.

Enquanto isso, Dixon se instalou no segundo lugar, lançou um ataque na direção de Lowes e até chegou a se colocar um pouco à frente, mas não conseguiu consolidar a ultrapassagem. Vierge era o terceiro, seguido por Gardner.

Na volta 6, a curva 10 fez mais uma vítima: Vierge. O piloto da SRT sentiu o impacto e saiu se arrastando do ponto do acidente.

Na liderança, Lowes abriu 0s611 de margem para Dixon, com Bezzecchi passando Gardner para assumir a terceira colocação. Líder do Mundial, Marini tinha caído para o 14º posto.

Lowes, porém, travou a dianteira e acabou escapando da pista, mas fez um bom trabalho para evitar a queda e voltar, agora em segundo, mais de 3s atrás de Dixon, o novo líder.

Sam passou, então, a tentar cortar a diferença. Com 15 voltas para o fim da corrida, o britânico da Marc VDS tinha 2s247 de atraso para Dixon e mais de 4s de vantagem para Bezzecchi, o terceiro.

Quarto, Gardner tentava chegar em Bezzecchi e, ao mesmo tempo, era pressionado por Fernández, que tinha uma bela folga, com Lüthi aparecendo apenas 14s atrás.

Lowes foi insistente e conseguiu cortar para menos de 1s a vantagem de Dixon na ponta da tabela. Bezzecchi seguia em terceiro, mas agora pressionado por Fernández, que passou Gardner pela quarta colocação.

Jake, porém, se manteve firme na liderança e foi sustentando a vantagem em torno de 1s. Mais atrás, Joe Roberts vinha superando um início de corrida tumultuado e já aparecia em nono.

Na ponta, as coisas seguiam estáveis, mas mais atrás, Roberts fazia uma impressionante prova de recuperação. Com 5 voltas para o fim, o norte-americano era o sétimo.

Na volta 22 das 25 previstas, Dixon perdeu a frente na curva 14 e caiu, entregando a ponta para um isolado Lowes. Bezzecchi subiu para segundo, com Gardner em terceiro, à frente de Fernández e Lüthi.

Lowes, então, tratou de manter a ponta com tranquilidade, enquanto Gardner conseguiu passar Bezzecchi na última curva para ficar com o segundo lugar.

Enea Bastianini acabou punido com o acréscimo de 3s ao tempo de corrida por ter cortado caminho em Le Mans.

Moto2 2020, GP da França, Le Mans, corrida

1S LOWESGresini Kalex 
2R GARDNERSAG Kalex+3.822
3M BEZZECHIRW NTS+4.184
4A FERNÁNDEZTeam Tady Kalex+5.884
5A CANETForward MV Agusta+21.668
5T LÜTHITech3 KTM+29.197
6J ROBERTSANGEL NIETO KTM+32.249
7F DI GIANNANTONIOForward MV Agusta+34.376
8L BALDASSARRIPONS Kalex+35.392
9S CHANTRATeam Asia KTM+35.521
10M SCHROTTERIntact Kalex+37.720
11E BASTIANINIItaltrans Kalex+37.910
12H GARZÓSpeed UP+38.423
13M RAMÍREZMarc VDS Kalex+43.464
14S MANZIVR46 Kalex+44.036
15H SYAHRINFlexbox HP 40+44.217
16S CORSIItaltrans Kalex+59.550
17L MARINIVR46 Kalex+1:09.735
18L DALLA PORTAAmerican KTM+1:09.751
19E PONSRW NTS+1:12.930
20B BENDSNEYDERIntact Kalex+1:14.158
21T NAGASHIMASAG Kalex+1 volta
22P BIESIEKIRSKIRW NTS+1 volta
 K DANIELTech3 KTM 
 D AEGERTERKiefer KTMNC
 J NAVARROSpeed UPNC
 N BULEGATasca KalexNC
 A IZDIHARIntact KalexNC
 X VIERGEMarc VDS KalexNC
 J MARTÍNRed Bull KTM AjoNC
 J MARTÍNRed Bull KTM AjoNC

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube