Marc Márquez revela novo caso de visão dupla após grave acidente em treino na Indonésia

A assustadora queda de Marc Márquez no warm-up em Mandalika não apenas o tirou da corrida, mas também fez voltar um problema que o afastou das pistas no fim do ano ano passado: a diplopia, problema na vista que faz o piloto da Honda ver dobrado

Marc Márquez foi arremessado da Honda em uma queda no warm-up (Vídeo: Reprodução/MotoGP)

O grave acidente sofrido por Marc Márquez no warm-up para o GP da Indonésia não o deixou apenas fora da corrida do último domingo (20), mas também o fez sofrer com um problema que já tinha incomodado o espanhol no fim do ano passado. Em comunicado divulgado nesta terça-feira, a Honda informou que o piloto teve um novo episódio de visão dupla assim que chegou em casa.

No fim do ano passado, Márquez sofreu um acidente durante um treino de motocross e bateu a cabeça no chão, sendo diagnosticado com uma concussão, o que o fez perder o GP do Algarve. Dias depois, foi revelado que o hexacampeão da MotoGP tinha também uma diplopia, ou visão dupla. Com isso, foi barrado pela junta médica da categoria da disputa da última etapa do campeonato, em Valência.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Marc Márquez sofreu uma queda violentíssima no warm-up de domingo em Mandalika (Foto: Reprodução)

CLASSIFICAÇÃO DA MOTOGP
Bastianini vai mal na Indonésia, mas segue líder na MotoGP

Após o acidente em Mandalika, o caso de diplopia voltou a incomodar Márquez. Na queda, a equipe médica da MotoGP confirmou que houve uma concussão, além de outros vários pequenos traumas, que o levaram a exames detalhados em um hospital da região e o tiraram da corrida. A visão dupla, porém, só se manifestou quando chegou à Espanha, levando o piloto da Honda a um hospital em Barcelona.

“Parece que estou experienciando um déjà-vu. Durante a viagem para a Espanha, comecei a ter um desconforto na vista e decidimos visitar o Dr. Sánchez Dalmau, que confirmou um novo caso de diplopia”, disse Márquez em suas redes sociais.

“Felizmente, é menos grave do que a lesão que sofri no fim do ano passado. Agora é o momento de descansar e ver como a lesão vai se desenvolver. Como sempre, espero o apoio de todo mundo”, completou.

Em nota, a Honda também divulgou o as declarações do oftalmologista que atendeu Marc em Barcelona. Sánchez Dalmau afirmou que “o novo caso de diplopia foi causado por uma paralisia do quarto nervo direito, mas com menor dano do que em novembro de 2021”. O médico ainda frisou que o piloto “vai passar por uma nova avaliação para ver a evolução da lesão e determinar quando pode voltar a competir”.

Na manhã desta terça-feira (22), o hexacampeão mundial ainda esteve em Madrid, com o Doutor Samuel Antuña, para fazer exames neurológicos completos e descartar possíveis lesões cerebrais após o acidente em Mandalika. A Honda não quis confirmar a presença de Márquez na próxima etapa do campeonato, na Argentina, no dia 3 de abril.

Márquez já sofreu com diplopia há exatos 11 anos, quando sofreu um acidente durante o fim de semana do GP da Malásia, em Sepang, na Moto2, e uma pedra da caixa de brita o acertou e danificou seu olho.

ASSISTA
Indonésia apela até para xamã para realizar GP em meio a temporal

MOTOGP DÁ BOLA FORA COM DOCUMENTÁRIO FANTASMA
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar