MotoGP

Márquez bate Rossi por só 0s011 e fatura pole da MotoGP na Tailândia. Dovizioso é terceiro

Marc Márquez foi soberano no treino classificatório da MotoGP e conquistou o direito de sair na pole na corrida inaugural de Buriram no Mundial. 0s011 mais lento, Valentino Rossi colocou a Yamaha no segundo posto, com Andrea Dovizioso fechando o top-3

Warm Up / JULIANA TESSER, de São Paulo / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo
Marc Márquez está de olho no trono da Tailândia. Depois de passar pelo Q1 apenas pela segunda vez no ano, o #93 reinou soberano no treino classificatório deste sábado (6) e conquistou a honra de largar na ponta no GP inaugural de Buriram na MotoGP.
 
Depois de comandar o Q1, o #93 passou praticamente os 15 minutos do Q2 no topo da folha de tempos, tendo sido apenas brevemente deposto por Valentino Rossi. O troco, porém, foi quase que imediato e a pole ― a 50ª na MotoGP ― veio com uma vantagem de 0s011.

A conquista, aliás, marca mais um feito na carreira de Márquez, já que esta foi a primeira vez que um piloto passou pelo Q1 e seguiu rumo à pole-position.
 
Andrea Dovizioso ainda teve tempo para uma última tentativa, mas 0s139 atrás do piloto da Honda, vai mesmo fechar a primeira fila do grid tailandês.
Marc Márquez conquistou a 50ª pole na MotoGP (Foto: Repsol)
0s240 atrás de Márquez, Maverick Viñales vai abrir a segunda linha do grid, 0s028 à frente de Cal Crutchlow. Andrea Iannone ficou com o sexto posto.
 
Com 1min30s458, Dani Pedrosa ficou com o sétimo lugar, seguido por Johann Zarco e Danilo Petrucci. Jack Miller, Álex Rins e Álvaro Bautista fecham o top-12.
 
Mais uma vez, Franco Morbidelli chegou a sonhar com o Q2, mas acabou batido por Álex Rins por 0s002 e vai largar em 13º, à frente de Takaaki Nakagami e Bradley Smith. 
 
Com 1min31s243, Aleix Espargaró ficou com o 16º posto no grid, seguido por Karel Abraham, Hafizh Syahrin, Pol Espargaró e Xavier Siméon. Em sua segunda corrida na MotoGP, Jordi Torres ficou com o 21º posto, à frente de Tom Lüthi e Scott Redding.
 
Depois de um forte acidente na sexta-feira, Jorge Lorenzo se retirou do GP da Tailândia. Por conta de uma falha da Desmosedici ― não divulgada pela Ducati ―, o #99 foi ejetado da moto no TL2 e acabou sofrendo escoriações, além de uma fissura no rádio. 
 
Dovizioso faz volta voadora na bandeira quadriculada para liderar último treino livre

Quando a MotoGP já estava preparada para o último treino livre antes da classificação, o calor ainda não havia dado trégua na Tailândia. Com o termômetro indicando 32ºC, o asfalto já atingia os 57ºC.
 
Logo que o cronômetro começou a rodar os 30 minutos de sessão, os pilotos foram para a pista para os últimos ajustes para a classificação. Após os giros de instalação, Hafizh Syahrin foi o primeiro a se colocar como o mais rápido com 1min33x518.
 
Claramente os tempos baixaram um pouco mais, com Maverick Viñales responsável por assumir a primeira colocação com 23 minutos para o fim. O espanhol anotou 1min31s817 e vinha seguido por seu companheiro Valentino Rossi.
Valentino Rossi foi só 0s011 mais lento que o tempo da pole (Foto: Yamaha)
Pouco tempo depois, as posições entre os titulares da Yamaha se inverteram, com o italiano no topo com 1min31s243. Dani Pedrosa, Danilo Petrucci e Cal Crutchlow completavam o top-5 daquele momento do treino.
 
Marc Márquez, com 16 minutos para o final, era o oitavo colocado. O espanhol apostou em pneus duros para o início da sessão, e ele ainda teria que passar pelo Q1 da classificação.
 
Na reta final do último ensaio, quase todos os nomes do pelotão estavam na pista. Iannone eram quem liderava a sessão com 1min31s242, apenas 0s001 mais veloz que Rossi, o segundo. Viñales vinha atrás da dupla de italianos.
 
Perto do fim, as coisas mudaram totalmente na ponta da tabela. Márquez deu um salto para o primeiro posto com 1min30s811, enquanto Andrea Dovizioso vinha em segundo. Rossi, Viñales e Iannone completavam o top-5.
 
No fim, então, deu Dovizioso com 1min30s693. Enquanto isso, Márquez ficou em segundo após ter uma volta cancelada por exceder o limite da pista na curva 8. Rossi, Viñales e Iannone fecharam os cinco mais rápidos.
 
Sem surpresas, Márquez avança junto com Rins para Q2 da classificação em Buriram

Com os 15 minutos de sessão já rodando no cronômetro os pilotos não perderam tempo em deixar os boxes. Márquez e Franco Morbidelli foram os primeiros a estabelecerem tempo e virtualmente conseguirem as vagas para o Q2.
 
Rins, Aleix Espargaró, Syahrin, Nakagami, Pol Espargaró, Siméon, Lüthi, Abraham, Torres, Smith e Redding completavam o grid de largada. Entretanto, com 1min30s979, Rins logo tratou de sacar Franco do Q2.
 
Com pouco mais de seis minutos para o encerramento da primeira parte da tomada de tempos era Márquez, Rins, Nakagami, Morbidelli, Aleix Espargaró, Syahrin, Smith, Pol Espargaró, Siméon, Lüthi, Torres e Redding. Neste ponto, os pilotos pararam nos boxes para a troca de pneus.
 
Com três minutos para a bandeira quadriculada, o pelotão já estava todo de volta ao traçado. O tempo a ser batido era o do titular da Honda, com 1min30s460, e o de Rins, com 1min30s979.
 
Com a bandeira quadriculada, Márquez já era certeza na fase final da classificação. Morbidelli então fez uma ótima volta para conseguir a segunda colocação, garantido a continuidade na tomada de tempos. Entretanto, com 1min30s921, 0s002 mais veloz que Franco, era Rins quem avançava.

Márquez comprova força na Tailândia e conquista pole-position. Rossi é 2º

Então, Márquez e Rins se juntaram a Dovizioso, Miller, Viñales, Crutchlow, Petrucci, Pedrosa, Rossi, Iannone, Zarco e Bautista para disputar o Q2 e brigar pela pole-position na Tailândia.
 
Então, os últimos 15 minutos de atividade da MotoGP foram liberados. Sem perder tempo, logo todos os pilotos já estavam acelerando no traçado.
 
Márquez logo tratou de anotar a melhor volta da sessão e anotou 1min30s528, assumindo a pole-position provisória. Petrucci, Viñales, Zarco e Bautista apareciam como os cinco mais velozes da parte inicial.
 
Com menos de 10 minutos para o final, Dovizioso mostrou que a Ducati realmente está em boa fase ao se colocar na segunda colocação. Miller, em bom desempenho durante o final de semana, era o terceiro.
Andrea Dovizioso ficou com o terceiro posto no grid  (Foto: Ducati)
O titular da Honda seguia a ser o nome a ser batido com 1min30s356. O espanhol calçou pneu dianteiro duro e traseiro macio.
 
De forma surpreendente, então, Valentino Rossi voou na Tailândia para saltar para a primeira colocação. O italiano anotou 1min30s099 para conseguir a pole provisória. Entretanto, logo foi superado pelo #93 por 0s011.

Na bandeira quadriculada, Márquez foi quem ficou com a pole-position em Buriram. Em uma positiva surpresa, é Rossi quem sai da segunda colocação, com Dovizioso fechando a grande primeira fila.
 
Crutchlow, Iannone, Pedrosa, Zarco, Petrucci, Miller, Rins e Bautista são os nomes que completam o grid formado no Q2.


MotoGP 2018, GP da Tailândia, Buriram, Grid de largada:

1 M MÁRQUEZ Honda 1:30.088  
2 V ROSSI Yamaha 1:30.099 +0.011
3 A DOVIZIOSO Ducati 1:30.227 +0.139
4 M VIÑALES Yamaha 1:30.328 +0.240
5 C CRUTCHLOW LCR Honda 1:30.356 +0.268
6 A IANNONE Suzuki 1:30.419 +0.331
7 D PEDROSA Honda 1:30.458 +0.370
8 J ZARCO Tech3 Yamaha 1:30.471 +0.383
9 D PETRUCCI Pramac Ducati 1:30.599 +0.511
10 J MILLER Pramac Ducati 1:30.660 +0.572
11 A RINS Suzuki 1:30.738 +0.650
12 A BAUTISTA Ángel Nieto Ducati 1:30.976 +0.888
13 F MORBIDELLI Marc VDS Honda 1:30.923 +0.835
14 B SMITH KTM 1:30.995 +0.907
15 T NAKAGAMI LCR Honda 1:31.207 +1.119
16 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:31.243 +1.155
17 K ABRAHAM Ángel Nieto Ducati 1:31.374 +1.286
18 H SYAHRIN Tech3 Yamaha 1:31.389 +1.301
19 P ESPARGARÓ KTM 1:31.399 +1.311
20 X SIMEÓN Avintia Ducati 1:31.686 +1.598
21 J TORRES Avintia Ducati 1:31.819 +1.731
22 T LÜTHI Marc VDS Honda 1:31.830 +1.742
23 S REDDING Aprilia Gresini 1:31.835 +1.747
         
REC PISTA NOVA      
MV M MÁRQUEZ Honda 1:30.031 182.0 km/h
         
  Condições do tempo PISTA SECA   ar: 31ºC | pista: 50ºC