Petrucci fala em experiência e se coloca à disposição de “Aprilia ou KTM”

Danilo Petrucci tem começado a pensar em seu futuro na MotoGP. Após perder a vaga na Ducati, disse avaliar as possibilidades dentro do grid, apesar de reconhecer de que não é a prioridade no momento

LEIA TAMBÉM
Ducati busca milagreiro, mas mostra impaciência para aguardar milagre

Danilo Petrucci tem começado a avaliar suas opções para seguir na MotoGP. Sem vaga para 2021, o italiano deixou claro seu desejo de participar dos projetos em andamento tanto da Aprilia quanto da KTM.

Na última semana de maio, a Ducati anunciou a promoção de Jack Miller para o próximo ano, que deixa a Pramac para o time de fábrica. O anúncio, inclusive, veio justamente no aniversário da única vitória do #9 na classe rainha, no GP da Itália.

“O plano A é seguir na MotoGP. Por muitos anos, tentamos encontrar um acordo com a Aprilia, mas com a escolha de continuidade [com a Ducati] prevaleceu, que começou de baixo e me levou à equipe oficial”, disse em entrevista ao site Sky Sport Itália.

“Há muito interesse na nova moto da Aprilia. Mas também estão passando por uma situação muito delicada com os pilotos. Aleix [Espargaró] merece a renovação e tem a questão de Iannone, que ninguém sabe como vai terminar. Respeito muito Andrea, então lamentaria se seu lugar ficasse vago por causa da sentença”, continuou.

Qual o destino de Petrucci em 2021? (Foto: Ducati)

Na última semana, entretanto, rumores ganharam força na mídia apontando a ida de Pol Espargaró para a Honda, substituindo Álex Márquez. Petrucci viu com animação a nova possível vaga aberta no grid.

“As notícias sobre Pol Espargaró na Honda abrem um novo cenário. Gostaria de ir para Aprilia ou KTM, pois estão em uma tendência de crescimento. De fato, a decisão de Pol sair é um pouco surpreendente, já que foi essencial no projeto”, apontou o italiano.

“Mas são duas marcas que podem tirar proveito da minha experiência, desde que estou na MotoGP há alguns anos. E gostaria de ingressar em um projeto de crescimento. KTM conseguiu um pódio, Aprilia ainda não, mas são duas fábricas que querem chegar no topo e gostaria de correr em uma das duas”, continuou o piloto de 29 anos.

“É um tabuleiro de xadrez que passa primeiro por [Andrea] Dovi[oso, sem contrato fechado para 2021]. E também depende do que Valentino [Rossi] vai fazer. Agora, há pilotos com prioridade. Primeiro vamos resolver esses, as peças mais valiosas, eu venho um pouco depois”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube