Pol Espargaró bate Nakagami em treino agitado e crava primeira pole no GP da Estíria

O catalão deu à KTM a pole-position no GP da Estíria, à frente de um Takaaki Nakagami que vai debutar na primeira fila. Johann Zarco cravou o terceiro tempo, mas vai largar no pit-lane

Depois de perder a chance de dar à KTM a primeira vitória na MotoGP, Pol Espargaró entalhou seu nome na história da casa de Mattighofen ainda mais fundo. Montado na moto laranja desde a estreia da RC16 na categoria, o catalão anotou neste sábado (22) a primeira pole-position na classe rainha ― não só dele, mas da marca laranja austríaca também.

Com a KTM em grande fase, Pol entrou na classificação como um dos favoritos, mas foi Takaaki Nakagami quem entrou na reta final do Q2 na pole provisória. O irmão de Aleix, então, aproveitou o sétimo giro nesta tarde para anotar 1min23s580 e assegurar a posição de honra com só 0s022 de vantagem para o japonês que carrega a bandeira da Honda neste fim de semana no Red Bull Ring na ausência de Marc Márquez, mesmo com uma RC213V de 2019.

Ainda em recuperação após uma cirurgia, Johann Zarco anotou 1min23s632 e fez o terceiro melhor tempo da classificação, mas vai largar no pit-lane por conta de uma punição referente ao forte acidente do GP da Áustria de semana passada.

Pol Espargaró conquistou a primeira pole de uma fábrica que não é nem japonesa e nem italiana desde 2002 (Foto: KTM)

Assim, Joan Mir será promovido, que foi 0s098 mais lento que o tempo da pole, sai do terceiro posto, com um lesionado Jack Miller abrindo a segunda fila, à frente de Maverick Viñales, que completa um top-5 de fábricas variadas. 0s202 atrás de Pol, Álex Rins fecha a segunda fila.

Miguel Oliveira anotou 1min23s797 e vai largar em sétimo, seguido por Andrea Dovizioso, vencedor do GP da semana passada. Líder do Mundial, Fabio Quartararo foi 0s286 mais lento que o caçula dos Espargaró e sai em nono, seguido por Franco Morbidelli e Danilo Petrucci.

Iker Lecuona foi barrado no Q1 por só 0s156, mas vai largar em 12º por conta da punição a Zarco. 0s004 mais lento pelo que o piloto da Tech3, Brad Binder aparece na sequência, à frente de Valentino Rossi. O italiano da Yamaha caiu na curva 9 nos instantes finais da classificação e vai sair só em 14º.

Michele Pirro aparece na sequência, escoltado por Cal Crutchlow, Bradley Smith, Aleix Espargaró e Álex Márquez. O piloto da Honda chegou a fazer um tempo melhor, mas teve a volta cancelada por desrespeitar bandeira amarela.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Estíria, sexta etapa do Mundial de Motovelocidade 2020.

Nakagami se impõe e lidera último treino antes da classificação na Áustria

A MotoGP foi para a pista pouco após o fim da classificação da Moto3. No momento do quarto treino livre, o céu estava parcialmente encoberto, mas a temperatura batia 31ºC e o asfalto chegando a 54ºC. O vento soprava a 2 km/h.

Quem abriu a sessão na primeira colocação foi Pol Espargaró, que anotou 1min25s480. Entretanto, logo as coisas mudaram no Red Bull Ring, com Franco Morbidelli pegando momentaneamente a ponta, mas logo superado pelo espanhol da KTM.

Confira as imagens do sábado de classificação da MotoGP no Red Bull Ring

Pol cumprimenta Nakagami após a classificação (Foto: Red Bull Content Pool)

Com pouco mais de cinco minutos rodados em Spielberg, era agora outro irmão Espargaró como o mais rápido – Aleix. O piloto da Aprilia fez 1min24s721, mas logo foi passado para trás pelo irmão e por Miguel Oliveira.

A escolha de pneus era variada. Parte do pelotão foi com um par de médios, com outros pilotos optando pelo macio dianteiro e médio traseiro. Oliveira tinha duro e médio, respectivamente, com Nakagami, Álex Márquez e Bradley Smith de macio na frente e atrás. Joan Mir, Stefan Bradl e Tito Rabat escolheram médio e macio.

Restando dez minutos para a bandeira quadriculada, Pol seguia como o mais rápido, seguido por Rins e Oliveira. Aleix, Nakagami, Morbidelli, Andrea Dovizioso, Fabio Quartararo e Joan Mir fechavam o top-10.

Perto do fim, o japonês da LCR tratou de baixar a marca mais rápida para 1min24s450, aparecendo na primeira colocação. Mir bateu Pol Espargaró e era o segundo, com o espanhol da KTM fechando os três primeiros.

Com a bandeira quadriculada, as últimas mudanças. Takaaki terminou como o mais veloz, com Mir, Pol Espargaró, Rins e Quartararo se colocando como os mais velozes antes da classificação.

Zarco surge no final para garantir vaga no Q2. Petrucci acompanha o francês

Sessão iniciada no Red Bull Ring e os pilotos que foram para a pista na primeira parte da classificação foram Brad Binder, Johann Zarco, Danilo Petrucci, Iker Lecuona, Valentino Rossi, Bradley Smith, Michele Pirro, Aleix Espargaró, Álex Márquez, Stefan Bradl e Tito Rabat.

Com os pneus, a maior parte dos competidores foi de médio dianteiro e macio traseiro. Petrucci, Smith e Álex Márquez calçaram por macio na frente e atrás.

Com os primeiros tempos surgindo na tabela, o italiano da Ducati era quem ponteava o treino com 1min24s158. Com uma mínima margem de apenas 0s009 para o ponteiro, Binder surgia em segundo. Entretanto, mesmo lesionado, Zarco fez tempo de 1min24s165 para saltar para a segunda colocação.

Fabio Quartararo não está lá muito satisfeito (Foto: SRT)

Após a parada programada, os competidores estavam de volta ao traçado para as últimas voltas de ataque. Lecuona, com 1min23s928, fez o melhor tempo em seu oitavo giro para garantir a primeira vaga para a próxima fase da classificação. Binder, seu companheiro de KTM, era o segundo.

Mas Zarco estava disposto a mostrar que o punho recém-operado não era um problema. O francês bateu o tempo do espanhol da Tech3 por 0s319 para saltar como o mais rápido.

A ordem de largada para trás do pelotão era Binder, Rossi, Petrucci, Álex Marquez, Crutchlow, Smith, Aleix Espargaró, Bradl, Pirro e Rabat. Mas as coisas mudariam antes do encerramento da sessão.

Nos últimos segundos, Valentino teve um revés e sofreu uma queda. O italiano deslizou pelo asfalto e parou na caixa de brita, mas saiu andando sem problemas da cena do incidente. Com o Q1 encerrado, Zarco e Petrucci avançaram ao Q2.

Pol Espargaró garante primeira pole na MotoGP. Nakagami sai em segundo

A dupla se juntou a Mir, Quartararo, Nakagami, Dovizioso, Viñales, Pol Espargaró, Oliveira, Morbidelli, Rins e Miller para brigar pela pole-position do primeiro GP da Estíria da história do Mundial de Motovelocidade.

Viñales, com 1min25s851, foi o primeiro a figurar na tabela de tempos. Entretanto, o espanhol da Yamaha logo foi superado e Fabio, líder da classificação, saltou para a primeira posição com 1min23s866. Apenas 0s014 mais lento, o #12 da Yamaha vinha em segundo.

Nos pneus, a maior parte dos pilotos seguia com a mesma escolha dos treinos livres, de médio dianteiro e macio traseiro. Quartararo, Nakagami, Dovizioso e Miller optaram por macio e macio, enquanto Morbidelli foi de duro e macio.

Jack Miller foi levado ao hospital após a classificação para fazer exames (Foto: Red Bull Content Pool)

De forma surpreendente, Nakagami fez volta voadora para se estabelecer como o mais veloz do momento. O japonês da LCR surgiu na ponta com 1min23s602, seguido por Pol Espargaró e Fabio. Neste ponto, a maior parte dos pilotos estava nos boxes.

Com dois minutos para o fim, a ordem era Nakagami, Pol, Quartararo, Viñales, Oliveira, Zarco, Rins, Mir, Morbidelli, Dovizioso, Miller e Petrucci.

Com toda a movimentação nos instantes finais, o espanhol da KTM conseguiu a primeira posição do grid de largada no Red Bull Ring. Nakagami, que vinha em volta rápida, acabou tendo seu tempo cancelado, com o piloto ficando em segundo. Zarco sai em terceiro.

Essa é a primeira pole-position do espanhol, assim como a de KTM. Ainda, é a primeira vez que Nakagami larga da primeira fila do grid na classe rainha.

MotoGP 2020, GP da Estíria, Red Bull Ring, Grid de largada:

1P ESPARGARÓKTM1:23.580  
2T NAKAGAMILCR Honda1:23.602+0.022 
3J MIRSuzuki1:23.678+0.098 
4J MILLERPramac Ducati1:23.700+0.120 
5M VIÑALESYamaha1:23.778+0.198 
6A RINSSuzuki1:23.782+0.202 
7M OLIVEIRATech3 KTM1:23.797+0.217 
8A DOVIZIOSODucati1:23.849+0.269 
9F QUARTARAROSRT Yamaha1:23.866+0.286 
10F MORBIDELLISRT Yamaha1:24.021+0.441 
11D PETRUCCIDucati1:24.174+0.594 
12I LECUONATech3 KTM1:23.928+0.348 
13B BINDERKTM1:23.932+0.352 
14V ROSSIYamaha1:24.127+0.547 
15M PIRROPramac Ducati1:24.273+0.693 
16Á MÁRQUEZHonda1:24.370+0.790 
17C CRUTCHLOWLCR Honda1:24.401+0.821 
18B SMITHAprilia Gresini1:24.416+0.836 
19A ESPARGARÓAprilia Gresini1:24.429+0.849 
20S BRADLHonda1:24.667+1.087 
21T RABATAvintia Ducati1:24.916+1.336 
22J ZARCOAvintia Ducati1:23.632+0.052P

Honda diz que pode levar “dois ou três meses” para Marc Márquez voltar à MotoGP

Marc Márquez vai passar mais um tempo vendo a MotoGP do sofá (Foto: Reprodução)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube