Rossi lamenta não ter brigado pela vitória pela Ducati: “Foi realmente uma pena”

Contratado pela Yamaha para a temporada 2013 da MotoGP, Valentino Rossi se dirigiu aos fãs da Ducati e lamentou não ter brigado por vitórias pela fabricante italiana. Apesar disso, o piloto afirmou que ainda pode surpreender em 2012

Depois de anunciar o retorno à Yamaha, na última semana, Valentino Rossi resolveu quebrar o silêncio. Pelo Twitter, nesta terça-feira (14), o italiano se dirigiu aos fãs e lamentou não ter podido conquistar uma vitória correndo pela Ducati. O megacampeão disse ter trabalhado duro ao lado de toda a equipe para terminar na frente, mas reconheceu que não foi possível alcançar a primeira colocação.

“Foi realmente uma pena não ter sido competitivo com a Ducati. Teria sido uma satisfação muito grande para mim e para todos que trabalharam comigo. Nós vamos continuar tentando até o fim. Além disso, teria sido divertido para todos os torcedores. Pena”, declarou.

“De qualquer forma, ainda faltam oito corridas para o final da temporada, nós vamos trabalhar ao máximo para termos algumas boas corridas”, completou Rossi, garantindo que a Ducati segue focada em terminar 2012 em alta.

Valentino Rossi lamentou não ter vencido pela Ducati (Foto: Ducati)

O chefe da montadora italiana, Vito Guareschi, concordou com o italiano e afirmou que mesmo com a saída do piloto a fabricante segue comprometida em terminar 2012 brigando por melhores resultados.

“O mês passado foi muito intenso para todos, mas agora as coisas estão muito mais claras. Nós agora podemos concentrar no nosso trabalho na pista, enquanto continuamos a melhorar a moto, então Valentino e Nicky Hayden poderão terminar a temporada em alta”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube