Rossi vê ação proposital de Zarco com Morbidelli e fala em “maior susto da carreira”

Depois de escapar de duas motos no GP da Áustria deste domingo (16), o piloto da Yamaha considerou que o santo dos motociclistas fez um bom trabalho no Red Bull Ring

Valentino Rossi viveu o “maior susto da carreira” neste domingo (16). Depois de escapar de ser atingido por duas motos no GP da Áustria, o italiano elogiou o trabalho do “Santo dos Motociclistas”, mas atacou a atuação de Johann Zarco e cobrou uma punição ao piloto da Avintia.

Na nona volta da corrida deste domingo, Zarco causou uma queda de Morbidelli na curva 3 da pista de Spielberg. A Yamaha, então, seguiu reto e cruzou a pista, passando entre Maverick Viñales e Valentino Rossi. Depois de cruzar a área de escape, a Ducati da Avintia também passou pela pista, de vez muito próxima de atingir Rossi.

Apesar do susto, o #46 escapou ileso e conseguiu voltar para a pista para a relargada. O piloto de 41 anos recebeu a bandeirada como melhor Yamaha, em quarto.

Veja as fotos do assustador acidente do GP da Áustria de MotoGP: clique na imagem abaixo.

A moto de Morbidelli passou bem na frente de Rossi, que contornava o grampo do Red Bull Ring (Foto: Reprodução)

“Estou abalado, foi o maior susto da minha carreira”, disse Rossi à emissora Sky Italia. “A direção de prova tem de fazer algo contra Zarco, porque ele freou de propósito na frente de Franco para evitar a ultrapassagem”, disparou.

Valentino contou que sequer conseguiu ver a moto de Morbidelli no momento do acidente e insistiu que o ítalo-brasileiro foi vítima da atuação do francês.

“Foi bem difícil. Estou um pouco abalado. Até mesmo começar a segunda corrida foi difícil. Eu estava passando pelo hairpin com Viñales, freando na curva 3 e vi uma sombra se aproximando. Pensei que era o helicóptero, pois as vezes acontece de o helicóptero passar por cima dos pilotos durante a corrida e fazer uma sombra”,comentou. “Ao invés disso, vieram duas balas: eu vi bem a Ducati de Zarco, mas a moto do Morbidelli eu nem vi. Só vi mais tarde nas fotos”, contou.

“O santo dos motociclistas fez realmente um grande trabalho hoje. Foi muito perigoso”, comentou.

Ainda, Rossi lembrou que, no fim de semana passado, em Brno, Zarco já tinha causado um acidente com Pol Espargaró. Na ocasião, o #5 teve de cumprir a punição da volta longa.

“Tudo bem ser agressivo, é normal, mas o respeito pelos rivais está se perdendo um pouco. É preciso ter respeito por quem está na pista com você. Zarco não é novo nisso e o que aconteceu foi claríssimo: ele ultrapassou Morbidelli na reta e não queria ser ultrapassado por Franco na freada, então ele freou na frente dele. Mas a 300 km/h, em se tratando de uma MotoGP, Morbidelli não pôde fazer nada”, detalhou. “Como vimos, ele o atingiu muito forte. Zarco atravessou na frente dele de propósito e Franco não pôde fazer nada. A direção de prova tem de falar seriamente com ele, tem de fazer alguma coisa séria com Zarco, porque na última corrida, em Brno, ele derrubou Pol Espargaró, mesmo que pudesse ter evitado o acidente”, ponderou.

Questionado se foi o maior susto da carreira, Rossi respondeu: “Sim, talvez. Faltou um pelinho para a moto do Morbidelli me atingir. A Ducati do Zarco também passou raspando. Foi um momento muito perigoso”.

“Às vezes, essas coisas acontecem por um pouco de sorte, porque um piloto corta o outro sem querer, isso é azar. Mas o que aconteceu foi de propósito, é só revisar as imagens com atenção: Zarco muda a trajetória na freada porque não quer ser ultrapassado por Morbidelli. Ele faz isso conscientemente, de caso pensado. Isso é sério e não pode acontecer. Por exemplo, [Enea] Bastianini caiu na Moto2 e não podia fazer nada. [Hafizh] Syahrin teve azar”.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar