Com apoio da Red Bull, Al-Attiyah compra quatro carros oficiais da Peugeot e monta estrutura para Dakar 2019

De acordo com a rádio argentina Campeones, Nasser Al-Attiyah vai comprar os quatro carros da equipe de fábrica da Peugeot, que encerra seu projeto no Rali Dakar após o fim da edição 2018 da prova. O objetivo do catariano é manter praticamente toda a equipe e ter Stéphane Peterhansel, Carlos Sainz e Cyril Despres, além do próprio Nasser a bordo de um dos 3008 DKR Maxi em janeiro do ano que vem

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Vencedora nos dois últimos anos e grande favorita ao título do Rali Dakar na edição de 2018, a Peugeot já anunciou de antemão que deixa o projeto do maior rali do mundo ao fim da prova, no próximo domingo (20). Mas os 3008 DKR vão continuar em ação na disputa da competição em 2019, é o que diz o site da rádio argentina Campeones.

 
Nasser Al-Attiyah, campeão do Rali Dakar em 2011 e 2015, vai comprar os quatro carros da equipe de fábrica da Peugeot para montar a estrutura visando a disputa do Dakar em 2019. O catariano se reuniu com responsáveis pela marca francesa para comprar os quatro buggys 4×2. Recentemente, 
 
Nasser, que compete neste ano com o Toyota Hilux 4×4, se mostrou contrariado com o regulamento, que na sua visão favorece os 4×2 por permitir a tais veículos o uso de um sistema de encher e esvaziar pneus automaticamente, sem que o piloto precise sair do carro para aumentar ou diminuir a pressão, o que acaba sendo um recurso importante em trechos mistos, de dunas e estradas mais rápidas, por exemplo. O sistema é vetado aos veículos com tração nas quatro rodas, como é o caso do seu Hilux.
Nasser Al-Attiyah vai com equipe própria encarar o Dakar de 2019. E com o buggy da Peugeot (Foto: Flavien Duhamel/Red Bull Content Pool)
Segundo a publicação, Nasser vai contar com o apoio da Red Bull como principal patrocinadora e sócia da nova equipe do Dakar. O interesse do catariano é manter praticamente toda a equipe, com Stéphane Peterhansel, Carlos Sainz e Cyril Despres oriundos da Peugeot, e Al-Attiyah assumindo o lugar de Sébastien Loeb para a edição de 2019 do Dakar.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A estrutura da equipe seria montada em conjunto com Khalid Al Qassimi, dos Emirados Árabes, que comprou um Peugeot 3008 DKR para fazer o Dakar e tem seu próprio time, a PH Sport, que também tende a fazer parte do projeto de Al-Attiyah para a edição do maior rali do mundo no ano que vem.

 
Al-Attiyah tentou comprar os Volkswagen Touareg, que dominaram o Dakar entre 2009 e 2011, pouco depois de a marca alemã deixar a competição após um ciclo vitorioso. Contudo, a Volkswagen optou por não vender os veículos ao piloto, que depois correu com a Hummer, Buggy e fez três vezes o Dakar com a Mini, entre 2014 e 2016 — foi campeão em 2015. Desde o ano passado, Nasser faz parte da equipe oficial da Toyota no Rali Dakar.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube