Moraes aponta falta de experiência como obstáculo no Dakar: “É o que faz a diferença”

Depois de vencer uma especial do Dakar e novamente fazer história, Lucas Moraes parecia perto de outro pódio no geral, mas sofreu com problemas. Ao GRANDE PRÊMIO, admitiu que a parte física ajuda no rali, mas precisa entender melhor a dinâmica da disputa para evitar perda de posições

Lucas Moraes foi novamente um dos destaques do Dakar. Em 2024, o brasileiro fez história ao vencer a terceira etapa especial dos carros — e, consequentemente, no geral —, sendo o primeiro do país a alcançar este feito. No fim, porém, enfrentou problemas com o carro e perdeu um pódio quase certo, acabando a disputa na nona posição.

Ao longo do Dakar, Moraes enfrentou problemas não apenas com o carro, mas também com a parte física. Apesar de preparação intensa, o piloto de fábrica da Toyota admitiu que sofreu com enjoos no meio das dunas em uma das etapas no deserto da Arábia Saudita.

Em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO, Lucas contou que a experiência no maior rali do mundo ainda é mais importante para buscar a vitória e citou o caso de Carlos Sainz. O espanhol conseguiu a quarta vitória no Dakar aos 61 anos e sem conquistar uma única etapa ao longo da competição, apenas administrando a vantagem conquistada.

“É difícil dizer o quanto o preparo físico faz mais diferença do que a experiência ao longo dos 14 dias de prova. Pelo resultado desse ano, com o Carlos Sainz aos 61 anos, mostra que essa combinação de velocidade com consistência, de entender a corrida, faz toda a diferença”, afirmou.

Moraes perdeu chance de pódio no fim do Dakar 2024 (Red Bull Pool Content/Marcelo Maragni)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“O Sainz ganhou o rali desse ano sem vencer nenhuma especial, mas ele estava lá todo dia sendo constante. Acho que você entender a dinâmica da corrida é mais importante, como saber onde atacar e defender, entender a região. Para mim, ainda falta esse entendimento da prova, o que é natural”, seguiu Lucas.

“Óbvio que na minha idade ajuda muito ter esse preparo físico. Mas, no final, essa consistência com entendimento da prova é o que faz a diferença”, finalizou.

Após o Dakar, Moraes volta as atenções para o Mundial de Rally-Raid, onde vai correr ao lado do navegador Armand Monleón mais uma vez. O campeonato ainda vai realizar mais quatro etapas até o fim do ano, sendo a próxima em Abu Dhabi, entre os dias 25 de fevereiro e 2 de março.

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias do GP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.